Com Messi, Neymar, Kidiaba e Robinho, clubes inscrevem atletas para o Mundial

Com praticamente tudo pronto para o Mundial de Clubes deste ano, seis dos sete participantes tiveram seus jogadores inscritos revelados nesta quinta-feira. Com a exceção do representante japonês, que só será conhecido no domingo, Auckland City, River Plate, América do México, Barcelona, Guangzhou Evergrande e Mazembe anunciaram os 23 atletas que os representarão na competição que acontecerá a partir da semana que vem, no Japão.

Estadão Conteúdo

03 de dezembro de 2015 | 13h05

No total, serão nove brasileiros na competição, distribuídos em somente dois times. O principal destaque, como não poderia deixar de ser, é Neymar, do Barcelona. O time catalão conta ainda com Daniel Alves, Adriano e Douglas, inscrito mesmo com pouquíssimas chances nos últimos meses. A maior aposta da equipe está no ataque, que além de Neymar conta com Messi e Suárez.

Os outros cinco jogadores do Brasil estão no Guangzhou Evergrande. São eles: Alan, ex-Fluminense, Paulinho, ex-Corinthians, Elkeson, ex-Botafogo, Ricardo Goulart, ex-Cruzeiro, e Robinho, ex-Santos. O campeão asiático conta ainda com um brasileiro no banco: Luiz Felipe Scolari.

Mas o principal candidato a incomodar o amplo favoritismo do Barcelona é mesmo o River Plate. Campeão da Libertadores, o time argentino tem em seu elenco os veteranos Lucho González e Saviola, além de bons valores como o meio-campista Kranevitter, presença constante nas últimas convocações da Argentina e já negociado com o Atlético de Madrid para o ano que vem.

Possível adversário do Barcelona, assim como o Guanghzou, o América do México tem um elenco repleto de atletas com passagens pela seleção do país, mas pouco conhecidos do público brasileiro. As principais exceções são o lateral Miguel Samudio, ex-Cruzeiro, e o meia Sambueza, ex-Flamengo.

Já Auckland City e Mazembe chegam como prováveis figurantes para o torneio. O time semiprofissional da Nova Zelândia mescla atletas de diversos países, como Espanha, Coreia do Sul e Inglaterra, mas todos desconhecidos. Já no Mazembe, a grande figura é o goleiro Kidiaba, que ficou famoso por seu estilo despojado de comemoração após a histórica zebra contra o Internacional no Mundial de 2010.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMundial de Clubesinscritos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.