Érico Leonan / São Paulo
Érico Leonan / São Paulo

Com Militão e 'reforços', São Paulo treina para enfrentar o Grêmio

Alvo do Porto, lateral trabalha no Reffis com os titulares da vitória sobre o Corinthians; reservas vão a campo

O Estado de S. Paulo

23 de julho de 2018 | 15h58

O lateral Éder Militão, especulado como possível reforço do Porto, de Portugal, reapresentou-se normalmente na manhã desta segunda-feira com o elenco do São Paulo, que se prepara de olho no jogo contra o Grêmio, quinta-feira, às 19h30, em Porto Alegre, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

+ Reinaldo credita gols pelo São Paulo em clássico a 'canhota calibrada'

+ Aguirre evita euforia citando Copa como exemplo e vê 'sorte' de Reinaldo

+ Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

O jogador ficou no Reffis junto com quem foi titular na vitória por 3 a 1 sobre o Corinthians, sábado. Na sexta, o jornal português A Bola trouxe uma declaração do pai de Militão dizendo que seria a última partida do filho pelo clube tricolor antes de acertar sua transferência.

O vínculo do lateral com o São Paulo vai até o fim de janeiro de 2019, mas as negociações para uma renovação não avançaram. Na prática, ele já pode assinar pré-contrato com qualquer outra equipe. Se Militão não sair nesta janela de transferência, o clube paulista deve perdê-lo de graça no início do ano que vem. 

Para o duelo com os gremistas, o técnico Diego Aguirre terá as voltas do goleiro Sidão, do volante Araruna e do meia-atacante Everton, que cumpriram suspensão contra o Corinthians e estão novamente à disposição. O trio realizou as atividades de campo ao lado dos companheiros nesta segunda e está liberado para reforçar o time. O lateral Bruno Peres, que ainda não tem condições de jogo, também participou da movimentação.

O São Paulo ocupa a vice-liderança do Brasileirão, com 29 pontos, na cola do Flamengo (30). Embalado por cinco jogos de invencibilidade, sendo quatro vitórias consecutivas, o time terá pela frente um adversário que está no sétimo lugar, com 23.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.