André Rigue/estadão.com.br
André Rigue/estadão.com.br

Com não de Abel Braga, Santos estuda nomes de Adílson e Autuori

Presidente Luis Álvaro afirma que está sem pressa, mas que busca um perfil ideal de treinador para trabalhar com os jovens jogadores da Vila

ANDRÉ RIGUE, estadão.com.br

26 de outubro de 2010 | 17h38

O Santos recebeu uma resposta negativa por parte de Abel Braga para ser o treinador do clube em 2011. O presidente Luis Álvaro, no entanto, não está com pressa para definir o novo comandante. O nome de Adilson Batista, ex-Corinthians, surge com força ao lado de Paulo Autuori, que está no futebol do Catar.

Nesta terça-feira, Luiz Álvaro participou do conselho arbitral que definiu a fórmula de disputa do Paulistão 2011, na sede da Federação Paulista de Futebol. O presidente do Santos comentou a negativa de Abel Braba. “Infelizmente não aconteceu. Esperávamos que o Abel rompesse com os árabes [Al Jazira], mas não deu certo.”

De acordo com Luiz Álvaro, o Santos trabalha com três nomes (um deles não revelado) para definir o novo treinador. “Adilson e outros nomes de igual peso estão entre os candidatos, mas não vou dar muitos detalhes. Temos de trabalhar com calma para definir um perfil que encaixe no grupo. Por enquanto, o Martelotte [interino] está bem.”

Luiz Álvaro também comentou a queda de rendimento da equipe dentro do Brasileirão – perdeu no último domingo para o lanterna Grêmio Prudente dentro de casa. “O grupo sentiu o peso do final do ano. Foram muitos jogos. Infelizmente não temos 500 dias por ano, assim poderíamos distribuir melhor as partidas.”

Ganso.  Outro assunto abordado pelo presidente foi sobre Paulo Henrique Ganso. O clube ofereceu um contrato para elevar o salário do atleta e receber em troca 30% de seus direitos de imagem, algo parecido com o que foi feito com Neymar. Contudo, Ganso não aceitou a proposta do presidente.

“Elaboramos uma proposta para o Ganso, que tem contrato com o Santos até 2015”, explicou Luiz Álvaro. “Contudo, o jogador rejeitou o projeto, o que é normal numa negociação. Contamos com ele para a Libertadores e o Paulistão do próximo ano. No momento em que quiser negociar, o Ganso tem o número do meu celular.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.