Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Com negociações em andamento, Palmeiras deve ter vagas de sobra em inscrição no Paulista

Clube viverá situação diferente de anos anteriores, quando precisou deixar jogadores fora da relação para o Estadual

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

17 de janeiro de 2020 | 04h30

Ao contrário de anos anteriores, o Palmeiras não terá problemas para escolher a primeira lista de inscritos no Campeonato Paulista. A série de negociações em andamento e a presença de jovens no elenco devem fazer com que o clube tenha vagas de sobra quando for enviar à Federação Paulista de Futebol (FPF) a primeira relação de atletas. O prazo é 21 de janeiro (próxima terça-feira).

Segundo o regulamento da competição, a FPF permite que cada clube entregue uma lista prévia de inscritos com até 26 nomes. Caso a relação tenha uma quantidade menor de jogadores, é possível fazer os complementos até 6 de março. Também na próxima terça será preciso apresentar uma segunda lista, voltada para a presença de revelações das categorias de base.

Em anos anteriores o Palmeiras precisou deixar até quatro jogadores de fora da lista principal, por ter naquela época um elenco numeroso. Agora isso mudou. O técnico Vanderlei Luxemburgo conta no momento com 28 nomes, já que os volantes Jean e Matheus Fernandes, os meias Guerra e Gustavo Scarpa e o atacante Deyverson negociam as saídas para outras equipes. Eles não têm sido utilizados pelo treinador.

O Palmeiras tem como vantagem poder ainda inscrever parte dos jogadores do elenco atual na relação voltada para garotos da base. A FPF permite incluir nesta categoria nascidos a partir de 1999, com registro ininterrupto com o clube há um ano e participação prévia em torneios organizados pela entidade. Essa lista, inclusive, não tem limitação de vagas.

Do time atual, quem cumpre os requisitos para essa lista são os atacantes Gabriel Veron e Angulo, os meias Alan, Patrick de Paula e Gabriel Menino e mais o lateral-esquerdo Esteves. O zagueiro Pedrão e o atacante Wesley não se enquadram nessa relação pois no ano passado estiveram emprestados para outras equipes. Por isso, a dupla teria de ser inscrita na lista principal.

A tendência é a diretoria entregar a relação na próxima terça-feira com algumas vagas em aberto, a serem ocupadas por futuros reforços. Em anos anteriores, quando o elenco tinha mais opções, a comissão técnica chegou a deixar fora da primeira relação até mesmo jogadores recém-contratados. Alguns chegaram a ganhar chances apenas meses depois, como substitutos de atletas lesionados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.