Com Nenê diante do 'misterioso' Vitória, Vasco joga para abrir vantagem no Rio

Equipe carioca busca bom resultado para ter mais tranquilidade no jogo da volta

Estadao Conteudo

09 de março de 2017 | 07h34

Após uma classificação sofrida na segunda fase da Copa do Brasil, na semana passada, o Vasco entra em campo nesta quinta-feira diante do Vitória, às 19h15, em São Januário, focado em obter um bom resultado para ter mais tranquilidade no jogo da volta. E, para isto, terá um importante reforço: o retorno de Nenê.

Devido a uma lesão muscular na coxa esquerda, o meia desfalcou a equipe na vitória sobre o Vila Nova. Sua ausência, inclusive, foi muito sentida pelo time. Andrezinho não conseguiu o substituir à altura e o Vasco só se classificou com um gol no fim, após falha grotesca da zaga adversária.

Recuperado da lesão, Nenê treinou normalmente durante a semana e foi confirmado pelo técnico Cristóvão Borges. "Nenê treinou todos esses dias. A preocupação foi o que ele sentiu antes do jogo do Vila Nova. Estava com dor mais forte, mais aguda, poderia ser um risco ele jogar e depois o perdermos por muito tempo. Deu tempo para recuperar. Está apto para jogar."

Se Nenê está confirmado, a equipe terá o desfalque do zagueiro Luan, submetido a uma intervenção cirúrgica no quinto metatarso do pé direito na última sexta-feira. Rafael Marques será o seu substituto. "Em todas as vezes que entrou, Rafael entrou bem", elogiou o treinador.

Já o técnico Argel, buscando surpreender o Vasco, preferiu fechar os treinos da semana e escondeu a escalação do Vitória. A única certeza é a de que o zagueiro Fred e o meia Dátolo, lesionados, estão fora.

"A gente vem jogando contra times que vêm retrancados, com difícil acesso ao campo deles e ao gol. Agora é um jogo diferente, onde vale uma classificação, mata-mata, um jogo fora de casa, onde um gol vale por dois. Então acho que será um jogo completamente diferente", apostou o meia-atacante Gabriel Xavier.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoCopa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.