Tatyana Zenkovich/ EFE
Tatyana Zenkovich/ EFE

Com Neymar 'garçom', Barcelona derrota o BATE Borisov

Brasileiro deu passe para os dois gols de Ivan Rakitic

Estadão Conteúdo

20 de outubro de 2015 | 18h57

Após marcar quatro gols contra o Rayo Vallecano, Neymar teve dia de "garçom" nesta terça-feira, em rodada da Liga dos Campeões. O atacante brasileiro deu a assistência para os dois gols de Ivan Rakitic no triunfo do Barcelona sobre o BATE Borisov por 2 a 0, na Bielo-Rússia.

Com seu segundo triunfo na competição europeia, o Barcelona chegou aos sete pontos e se colocou em situação confortável no Grupo E. Ocupa a primeira colocação, contra quatro do Bayer Leverkusen, que empatou com a Roma pelo amplo placar de 4 a 4. O BATE Borisov tem três enquanto o time italiano soma apenas dois pontos.

Três dias após brilhar no ataque catalão, com quatro gols em vitória do Barça no Campeonato Espanhol, Neymar assumiu o comando das ações ofensivas nesta terça. E protagonizou os principais lances da equipe, ofuscando completamente Luis Suárez e o jovem Munir, substituto de Lionel Messi, ainda machucado.

Mesmo jogando fora de casa, o Barcelona controlou as ações no primeiro tempo e acumulou chances desperdiçadas. Em uma das melhores, Busquets avançou pela direita até a linha de fundo e bateu cruzado. A bola passou rente à trave do goleiro Chernik, aos 29. Os gols, porém, só saíram no segundo tempo.

Logo após o intervalo, o Barcelona abriu o placar aos três minutos. Neymar investiu pela esquerda e acionou Rakitic, que encheu o pé e marcou belo gol de fora da área. O brasileiro voltou à carga aos 22, quando, em nova jogada pela esquerda, deu preciso passe para o croata, que, sem marcação, bateu de cavadinha sobre o goleiro para sacramentar a vitória dos espanhóis.

No outro jogo da rodada do Grupo E, Bayer e Roma empolgaram o público presente na cidade de Leverkusen. Chicharito comandou o time da casa ao marcar duas vezes em apenas 15 minutos, primeiro em cobrança de pênalti. Depois, aproveitando vacilo geral da defesa italiana.

A Roma, contudo, buscou o empate antes do intervalo. O experiente De Rossi marcou duas vezes, em lances semelhantes, em levantamento na área. Na segunda etapa, a equipe visitante foi para cima e marcou mais dois gols, virando o placar. Pjanic e Iago Falque foram os autores dos gols.

Mas a Roma não sustentou a boa vantagem no placar e acabou cedendo o empate. Kevin Kampl e Admir Mehmedi balançaram as redes em apenas cinco minutos, aos 39 e aos 44 minutos do segundo tempo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.