Franck Fife/AFP
Franck Fife/AFP

Com Neymar na tribuna, Paris Saint-Germain joga por vaga na Liga dos Campeões

Equipe francesa recebe o Manchester United no Parque dos Príncipes após ter feito 2 a 0 na Inglaterra

Redação, Estadão Conteúdo

06 de março de 2019 | 08h06

Com Neymar nas tribunas do estádio Parque dos Príncipes, em Paris, após passar o carnaval no Brasil, o Paris Saint-Germain recebe nesta quarta-feira o Manchester United, às 17 horas (de Brasília), e tem amplas condições de garantir uma vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa. Comandado por Mbappé, venceu a partida de ida, na Inglaterra, por 2 a 0 e pode perder até por um gol de diferença que se classifica.

Neymar embarcou nesta terça-feira para Paris, após 12 dias no Brasil, com anuência do Paris Saint-Germain. Nesse período, continuou o tratamento da fratura no dedo do pé direito, mas curtiu a valer o carnaval, primeiro em Salvador e na madrugada de segunda para terça na Marquês de Sapucaí, durante a segunda noite de desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro. "De volta para casa", postou no Instagram, com foto em que aparece de meias na aeronave.

As noitadas de Neymar, em um momento em que se recuperada da lesão que o impede de ajudar o Paris Saint-Germain nesta fase da Liga dos Campeões, foram criticadas pela imprensa espanhola e francesa. O clube parisiense não fez qualquer manifestação.

Neymar deverá ir ao vestiário antes do jogo para dar "força" aos companheiros. Sua presença agrada ao técnico alemão Thomas Tuchel, que não confirmou a presença do centroavante uruguaio Edinson Cavani no time. "Edi fez as duas últimas sessões de treinamento conosco e as sessões completas. Mas nós decidiremos se ele estará no grupo amanhã (quarta-feira), após a última sessão que iremos realizar. Ele se sente bem, mas se tivermos que esperar um pouco mais, faremos isso", limitou-se a dizer.

Na lado inglês, o técnico Ole Gunner Solskjaer reconheceu a dificuldade de seus comandados em reverter a desvantagem, mas disse confiar na capacidade de seu time diante do cenário adverso. "É uma tarefa difícil, mas podemos fazer isso", ressaltou. "Precisamos conseguir o primeiro gol e então temos de ficar no jogo, porque tudo pode acontecer. Precisamos de um bom plano e de uma boa performance", completou.

A missão tem um grau alto de dificuldade pois o Manchester United jogará desfalcado de vários de seus principais jogadores e estará longe de sua torcida. Um dos desfalques é Alexis Sánchez, que segundo confirmou Solskjaer, ficará fora de quatro a seis semanas. "Foi uma lesão grave no joelho, então ele pode ficar fora de quatro a seis semanas. Espero que ele se recupere rapidamente", disse o treinador norueguês.

Anthony Martial, Jesse Lingard, Juan Mata, Ander Herrera também compõem a lista de desfalques por lesão e Paul Pogba cumprirá suspensão por ter sido expulso no primeiro jogo, na Inglaterra.

PORTO X ROMA

Também nesta quarta-feira, Porto e Roma disputarão uma vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões. O jogo acontecerá no estádio do Dragão, na Cidade do Porto, em Portugal, e a equipe italiana leva a vantagem de ter vencido na ida, em Roma, por 2 a 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.