Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Com nova arena, Palmeiras vai aumentar o preço do Avanti

Paulo Nobre explica que o fato de time estar atuando em um estádio mais moderno do que o Pacaembu leva a uma mudança nos valores

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

26 de janeiro de 2015 | 14h13

O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, confirmou nesta segunda-feira o aumento no preço dos planos do Avanti, programa de sócio-torcedor do clube, nas próximas semanas. Sem prever quando fará a alteração, o dirigente explicou que o fato de a equipe estar atuando no Allianz Parque, um estádio mais moderno do que o Pacaembu, é o motivo da mudança nos valores.

"Com certeza (o preço será alterado). O Avanti está adaptado ao Pacaembu, que é um estádio do século passado, e agora vai se moldar ao Allianz, onde tem mais benefícios e conforto. Não só o Avanti, como o preço dos ingressos também deve mudar, mas acredito que o palmeirense vai entender essas mudanças e que o clube pode ficar dependente apenas de sua torcida", disse o dirigente palmeirense.

Como de costume, ele fez questão de destacar o crescimento do Avanti em sua gestão. Em janeiro de 2013, quando Nobre assumiu o clube, existiam apenas oito mil sócios-torcedores e atualmente já são mais de 81 mil. "Hoje, o Avanti é como se fosse um patrocínio master e a perspectiva é chegar em 100 mil ainda esse ano e em 2016 ser o primeiro do Brasil", disse Nobre.

Atualmente, o Avanti apresenta sete planos, com diferentes benefícios. Bronze (R$ 9,99 mensais), Prata (R$ 19,99), Ouro (R$ 69,99), Platina (R$ 139,99), Esmeralda (R$ 299,99), Diamante (R$ 599,99) e um plano especial para quem é sócio do clube (R$ 9,99).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasAvanti

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.