Com novo esquema e ala, São Paulo tenta voltar a vencer

Sem poder contar com os zagueiros André Dias, machucado, e Miranda, suspenso, Muricy Ramalho decidiu mudar o esquema tático do São Paulo para o confronto com o Rio Branco, no Morumbi, na quarta-feira, pelo Paulistão. O treinador irá utilizar o sistema 4-4-2 para tentar voltar a vencer após dois tropeços - foi superado pelo Necaxa, quando deu adeus a invencibilidade 29 jogos, e pelo São Caetano."Estamos com dificuldades em algumas posições, como nas laterais, volantes e agora na zaga. Por isso, para este jogo vamos mudar", discursou Muricy, que irá promover a estréia do lateral-direito Jackson na equipe principal, uma vez que Ilsinho e Reasco estão na seleção brasileira e equatoriana, respectivamente. Já Maurinho ainda se recupera de uma lesão muscular."Quando o time joga com dois zagueiros tem que ter um lateral de ofício. Os nossos estão na seleção e o único que temos é o Jackson, por isso ele vai para o jogo. Taí o futuro lateral da seleção brasileira", elogiou. "Ele mostrou seu potencial na Copa São Paulo de Juniores [foi vice-campeão do torneio nesta temporada ao perder para o Cruzeiro] e conhece bem a posição", acrescentou.Coincidentemente, a carreira do jogador de 18 anos começou no clube de Americana. ?Sou do interior, da cidade de Franca. Comecei a jogar bola em 2003. Fiquei no Rio Branco sete meses mas fui dispensado. Como achava que tinha potencial, continuei jogando bola, até que apareceu a oportunidade de vir para o São Paulo?, disse o jogador, que já havia ficado na reserva diante do São Caetano, no último domingo.Apesar dos inúmeros desfalques, o São Paulo contará com a volta do meia-atacante Leandro, que cumpriu suspensão no último jogo, e do meia Richarlyson, que passou por uma operação no braço após um acidente de carro e ainda não jogou nesta temporada. Ele atuará na vaga de Josué, que também está defendendo a equipe de Dunga."O Richarlyson é um jogador que marca forte e nessa mudança de esquema tático o time precisa de volantes específicos, dois caras que ´pegam´ forte", comentou Muricy. "Trata-se de um jogador interessante, que já atuou nesta função muito bem."Para voltar a vencer, o São Paulo também conta com a invencibilidade de sete meses no Morumbi - o último tropeço foi diante do Internacional (2 a 1), no dia 9 de agosto, pela primeira partida da final da Libertadores. De lá para cá, foram 13 vitórias e seis empates, contabilizando todas as competições disputadas. ?O Morumbi é a nossa casa e é difícil alguém ganhar da gente aqui. E o time sabe muito bem que tem que se impor. Os jogadores não precisam ser lembrados disso. Já estão acostumados?, disse o técnico.O provável time do São Paulo contra o Rio Branco será formado por Rogério Ceni; Jackson, Alex Silva, Edcarlos e Jadílson; Richarlsyon, Hernanes, Hugo e Souza; Leandro e Marcel (Aloísio).Com Alfredo Luiz Filho e Amanda Romanelli

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.