Daniel Teixeira/ Estadão
Daniel Teixeira/ Estadão

Com Palmeiras desgastado, Felipão dá a receita: antecipar a conquista do título

Técnico disse que não está fazendo contas, mas pediu para o time manter o embalo nesta reta final

João Prata, O Estado de S.Paulo

04 Novembro 2018 | 05h00

O técnico Luiz Felipe Scolari culpou o desgaste físico pela queda de rendimento do Palmeiras na etapa final do clássico contra o Santos, sábado, pelo Campeonato Brasileiro. Na opinião do treinador, a solução para evitar novos problemas por causa da maratona de jogos é conseguir uma boa sequência de vitórias e antecipar a conquista do título.

"É difícil. Chega essa reta final o time vai perdendo jogador por lesão, por cartão... Mas tem também o outro lado. A gente venceu o Santos, a gente também está encurtando a data do Campeonato. Se conseguir mais uma vitória vamos assim até chegar ao título", comentou.

A vitória levou o Palmeiras aos 66 pontos, sete à frente do Flamengo, o segundo colocado, mas que encara o São Paulo neste domingo, às 17h, no estádio do Morumbi, no complemento da 32ª rodada. 

O número de pontos que o time alviverde deve conseguir alcançar a taça está em torno dos 75, que representa a média histórica dos campeões por pontos corridos nas edições do Campeonato Brasileiro disputadas desde 2006, quando a competição passou a ter 20 equipes.

O título, porém, pode vir ainda antes, de acordo com os tropeços dos adversários. No ano passado, por exemplo, o Corinthians confirmou a taça com 72 pontos. Felipão, no entanto, desconversou sobre esse assunto. "Não estamos fazendo contas, vamos jogo a jogo", afirmou.

O treinador está mais preocupado em recuperar seus jogadores para a próxima partida. Faltam seis rodadas para o término do Brasileirão e o Palmeiras terá a semana inteira de preparação para o jogo contra o Atlético-MG, no domingo, dia 11, no estádio Independência, em Belo Horizonte.

"Tem também o lado psicológico que precisa ser recuperado. Perde-se a semifinal da Copa do Brasil, a semifinal da libertadores. Quem está mostrando qualidade no aspecto físico e psicológico são os atletas", disse. "Temos nossas deficiências, mas estamos superado e brigando pelo título com outras equipes", complementou.

Com a vitória sobre o Santos, o Palmeiras completou 17 jogos de invencibilidade no Campeonato Brasileiro. Depois do Atlético, o time receberá o Fluminense e na sequência enfrentará adversários que estão na luta contra o rebaixamento: Paraná (fora), América-MG (em casa), Vasco (fora) e Vitória (em casa).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.