Adam Davy/AFP
Adam Davy/AFP

Com pandemia, Inglaterra terá janela de transferências até o começo de outubro

Organização do campeonato altera data para contornar impacto causado pela paralisação

Redação, Estadão Conteúdo

15 de julho de 2020 | 09h27

A paralisação de três meses nas competições por causa da pandemia do novo coronavírus mudou o calendário do futebol na Inglaterra. Nesta quarta-feira, a Premier League, organizadora do Campeonato Inglês, confirmou novas datas para a janela de transferências internacionais, que seria aberta em 1.º de julho em situação normal. Agora ela vai se estender por 10 semanas, a partir do próximo dia 27, e será fechada somente no início de outubro.

De acordo com o que foi estabelecido pela Premier League, a janela começa no dia seguinte ao encerramento da atual temporada e os clubes terão de concluir todos as suas negociações de jogadores vindos de outros países até 5 de outubro. Os times da elite terão, contudo, mais 11 dias - até 16 de outubro - para realizarem compra e venda de atletas exclusivamente entre si.

"As entidades envolvidas na Premier League acordaram as datas para a janela de transferências do verão de 2020. Esta janela estará aberta por 10 semanas, desde o final da presente edição da Premier League, ou seja, a partir de 27 de julho, e encerrará em 5 de outubro", informou a entidade em um comunicado oficial.

"Após consulta à EFL (Liga Inglesa de Futebol, na sigla em inglês), ficou ainda acordada uma janela de transferências exclusivamente interna a partir de 5 de outubro e até 16 de outubro. Durante esta janela de transferências extra, os clubes da Premier League apenas poderão negociar com outros clubes da Liga Inglesa de Futebol (sejam acordos de empréstimo ou transferências definitivas)", finalizou.

O atual Campeonato Inglês só vai terminar no próximo dia 26 em virtude do período de interrupção de três meses por causa da pandemia da covid-19. Com três rodadas ainda por disputar, o Liverpool já garantiu matematicamente a conquista do título, feito que não obtia há 30 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.