Divulgação/Grêmio
Divulgação/Grêmio

Com passagem por grandes clubes brasileiros, goleira Carol Aquino morre aos 25 anos

A jogadora não teve a causa de seu óbito revelada; ela foi dispensada pelo Realidade Jovem na última semana

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de outubro de 2021 | 17h39

O futebol feminino está de luto. Com passagens por Botafogo, Grêmio e Cruzeiro, a goleira Carol Aquino morreu nesta segunda-feira aos 25 anos. Natural de Cuiabá, a jogadora não teve a causa do seu óbito revelada. Ela defendeu por último o Realidade Jovem, time do interior de São Paulo, ainda neste ano.

Ela passava alguns dias com sua família após ter sido dispensada do clube paulista na última semana após disputar apenas três partidas. Carol enfrentou alguns problemas pessoais, o que fez com que não conseguisse se desenvolver nas equipes que passou.

Todos os times publicaram mensagens lamentando o ocorrido e desejando apoio à família da jovem jogadora. O Grêmio, onde foi campeã gaúcha em 2018, escreveu: "Estamos muito tristes com esta notícia e lamentamos profundamente o falecimento da ex-atleta Carol Aquino, campeã gaúcha com o nossa equipe em 2018. Nos solidarizamos com familiares e amigos e desejamos força neste momento de dor."

O Botafogo escreveu: "O Botafogo de Futebol e Regatas e o Departamento de Futebol Feminino lamentam profundamente o falecimento da atleta Carolina Aquino, que representou a camisa alvinegra em 2019. Desejamos conforto à família e amigos neste momento delicado."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.