Com pena reduzida, Terry reforçará Chelsea em estreia

A Uefa anunciou nesta segunda-feira que John Terry está livre para defender o Chelsea na estreia da equipe na próxima Liga dos Campeões. O zagueiro havia recebido uma suspensão de três jogos por causa de sua conduta violenta na segunda partida da semifinal da edição passada da competição, contra o Barcelona, na Espanha. Porém, agora ele teve um apelo contra a punição aceito pela entidade que controla o futebol europeu e a pena foi reduzida para apenas dois confrontos de gancho.

AE, Agência Estado

13 de agosto de 2012 | 14h17

Por causa da suspensão, Terry não pôde enfrentar o Bayern de Munique na final da última Liga dos Campeões. Ele foi expulso após dar uma joelhada nas costas do atacante chileno Alexis Sanchez, no confronto de volta diante do Barcelona, e cumpriu suspensão na decisão na qual a equipe inglesa se sagrou campeã europeia pela primeira vez.

Terry poderá atuar na partida de estreia do Chelsea na próxima Liga dos Campeões, contra rival ainda a ser definido, pois cumprirá o segundo jogo de suspensão no dia 31 de agosto, contra o Atlético de Madrid, na final da Supercopa da Europa.

A Uefa explicou nesta segunda-feira que o terceiro jogo de suspensão aplicado a Terry passou a ser enquadrado em "um período probatório de três anos", que só prevê o cumprimento do mesmo no caso de o zagueiro voltar a agir com uma conduta considerada violenta pela entidade neste intervalo de tempo.

O Chelsea conhecerá o seu primeiro rival na próxima Liga dos Campeões no dia 30 de agosto, quando serão sorteados os grupos da competição. Este estágio do torneio continental começará a ser disputado nos dias 18 e 19 de setembro.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolLiga dos CampeõeChelseaTerry

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.