Adrian Dennis/AFP
Adrian Dennis/AFP

Com Polônia eliminada, Lewandowski vê chance de se redimir em duelo com Japão

Atacante pede despedida honrosa da equipe europeia contra japoneses nesta quinta-feira, às 15h (de Brasília)

Estadão Conteúdo

26 Junho 2018 | 11h18

Eliminada da Copa do Mundo com uma rodada de antecedência, a seleção polonesa fecha a participação no Grupo H em um duelo contra o Japão nesta quinta-feira, às 15h (de Brasília), em Volgogrado. Para Robert Lewandowski, principal estrela da equipe, será a última chance de marcar pela equipe no Mundial.

+ Treinador polonês reconhece superioridade da Colômbia: "Foi um time melhor"

+ Zagueiro japonês diz que ausência de um craque uniu a seleção do país

"Queremos ganhar para nossos torcedores que sempre nos apoiaram. Ainda temos que provar que não estamos aqui por acidente", comentou o capitão da equipe. A Polônia perdeu na estreia para Senegal por 2 a 1 e depois levou 3 a 0 da Colômbia.

"Foi uma grande decepção para mim e para o time de uma maneira geral", disse o centroavante. "Mas antes de começar a competição, disse inúmeras vezes que não seria fácil. Considero o nosso grupo o mais difícil. Acho que a gente poderia ter feito mais contra Senegal", opinou.

 

Em relação à Colômbia, Lewandowski reconheceu a superioridade do adversário. "Jogamos com nossos corações contra eles, lutamos, mas estamos em uma Copa do Mundo. Jogar com o coração e lutar não é o suficiente. É preciso mostrar qualidade com a bola pois é o principal torneio de futebol do mundo e isso faltou para a gente", comentou o centroavante.

Apesar de reconhecer a inferioridade da equipe, ele também afirmou que nem tudo é para ser jogado fora. "É sempre fácil pensar assim: destrói tudo e constrói do início. Mas não é assim que deve ser. Demos muitas alegrias aos nossos torcedores nos últimos anos. E esse é o motivo por que a gente precisa fazer um bom jogo contra o Japão. Temos que mostrar o que nos trouxe até aqui", finalizou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.