Com precisão e rapidez, França surpreende Espanha

Após uma boa campanha na primeira fase da Copa do Mundo, a Espanha perdeu de virada por 3 a 1 para a França, que, nesta terça-feira, em Dortmund, contou com seu bom aproveitamento em finalizações para conseguir sua vaga às quartas-de-final da competição.Os franceses chutaram nove vezes contra a meta de Casillas, acertando cinco vezes. Já os espanhóis - que mais uma vez decepcionam em um Mundial - só acertaram dois de sete finalizações. Aliás, surpreendente também foi o quesito posse de bola. A Espanha ficou 61% do tempo de jogo com a bola nos pés contra míseros 39% da França (time acusada de ser lento), que em dois de seus gols utilizou-se de contra-ataques rápidos, característica muito alardeada como ponto forte dos espanhóis. Em faltas o jogo não trouxe nenhuma surpresa. Houve muita marcação de ambas equipes e os espanhóis bateram um pouco mais : 29 contra 23 da França. Porém, ironicamente, os franceses terminaram a partida com três cartões amarelos, a Espanha somente com um.Eleito o melhor jogador da partida pela segunda vez seguida (a primeira foi na partida contra o Togo), o volante da Juventus, Patrick Vieira, foi a personificação da superação que sua seleção demonstrou em campo. Um alerta para o Brasil, que pega os franceses nas quartas-de-final do Mundial no próximo sábado, ao meio-dia (de Brasília), em Gelsenkirchen.Veja abaixo as estatísticas do jogo:Finalizações: Espanha, 7; França, 9 Finalizações certas: Espanha, 2; França, 5 Faltas cometidas: Espanha, 29; França, 23 Cartões amarelos: Espanha, 1; França, 3 Cartões vermelhos: Espanha, 0; França, 0 Escanteios: Espanha, 8; França, 5 Impedimentos: Espanha, 2; França, 8 Posse de bola: Espanha, 61%; França, 39% Melhor jogador da partida: Patrick vieira (França)(Com fifaworldcup.com)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.