Felipe Espindola/São Paulo FC
Felipe Espindola/São Paulo FC

Com presença de Cafu, São Paulo encerra preparação para clássico com Corinthians

Além das marcantes conquistas, Cafu está marcado na história tricolor como o lateral-direito que mais fez gols pelo clube: foram 38 tentos em 273 jogos

Redação, Estadão Conteúdo

25 de maio de 2019 | 17h26

Na preparação para o clássico contra o Corinthians, que acontece neste domingo, o São Paulo contou com uma visita ilustre em seu treino no CT da Barra Funda, na manhã deste sábado. Ídolo do clube tricolor, pelo qual conquistou dois Mundiais Interclubes e uma Copa Libertadores, o ex-lateral-direito Cafu marcou presença na atividade preparatória para o confronto válido pelo Campeonato Brasileiro.

"Faz tempo que eu não vinha aqui e aproveitei para trazer meus dois filhos e alguns amigos. Também vim fazer uma visita para o pessoal que faz tempo que não vejo e trazer bons fluidos pro nosso glorioso Tricolor nesse jogo tão importante de amanhã (domingo)", disse o capitão do pentacampeonato mundial da seleção brasileira, em 2002.

O ex-jogador também elogiou as instalações da agremiação e destacou as boas memórias de sua época na equipe: "O CT está maravilhoso. As lembranças são impressionantes, voltar aqui sempre me traz boas recordações. Tive uma passagem maravilhosa, o São Paulo foi minha casa, meu lar. Foi de onde eu saí para o mundo, onde fiquei conhecido, por isso eu devo muito para esse clube".

Além das marcantes conquistas, Cafu está na marcado na história tricolor como o lateral-direito que mais fez gols pelo clube: foram 38 tentos em 273 jogos. O ex-atleta, que também ficou marcado por grandes passagens por Roma e Milan, da Itália, reencontrou velhos conhecidos.

Entre eles, um ex-companheiro na equipe de Milão: Alexandre Pato. O atacante, que jogou no Corinthians em 2013, finalmente enfrentará o ex-clube vestindo a camisa do São Paulo. Ao longo de toda a sua primeira passagem pelo time tricolor, entre 2014 e 2015, foi impedido de disputar os clássicos por conta de uma cláusula contratual imposta pelo rival, com quem tinha contrato.

Já em 2019, sem vínculo com o Corinthians, Alexandre Pato não disputou a final do Campeonato Paulista por ter sido contratado após o prazo para inscrições na competição. No confronto deste domingo, porém, o atacante deve atuar normalmente.

Será apenas o segundo jogo do atleta contra o time do Parque São Jorge. Pelo Internacional, ele marcou dois gols no único encontro que teve contra o Corinthians: vitória por 3 a 0, em 2007, em Porto Alegre, também pelo Brasileirão.

Quando jogava pela equipe alvinegra, Alexandre Pato chegou a marcar contra o São Paulo, em vitória corintiana por 2 a 1, no Paulistão de 2013, no estádio do Morumbi. Aquela partida foi marcada por uma dividida entre o atacante e Rogério Ceni.

O então goleiro lesionou o pé, mas foi marcado pênalti a favor do Corinthians. Alexandre Pato converteu e comemorou fazendo sinal de silêncio para a torcida rival. O gesto foi uma resposta aos gritos de "assassinos" entoados pelos tricolores antes do jogo, em referência à morte do torcedor boliviano Kevin Espada, atingido por um sinalizador lançado por corintianos em jogo contra o San José na Libertadores daquela temporada.

Além de Alexandre Pato, Cafu também pôde rever Hernanes e Nenê, além do preparador físico Carlinhos Neves e do coordenador técnico Vagner Mancini. O técnico Cuca também foi um dos prestigiados e teve uma longa e animada conversa com o ex-lateral-direito.

Cafu acompanhou todo o treinamento da equipe. Na primeira parte do trabalho realizado nesta manhã, Cuca coordenou um trabalho técnico com todo o elenco e na sequência finalizou o treino com uma atividade tática. Entretanto, a escalação para o clássico deste domingo não foi confirmada pelo treinador.

Cuca fechou o treino tático, assim como fizera na atividade de sexta-feira. Hernanes, Hudson e Arboleda, que não enfrentaram o Bahia, na última quarta-feira, estão à disposição do técnico.

O provável São Paulo para começar o clássico é: Tiago Volpi; Hudson (Igor Vinicius), Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Tchê Tchê e Hernanes (Igor Gomes); Antony, Everton e Alexandre Pato. Toró, suspenso, Carneiro, afastado por doping, e Rojas e Pablo, em processo de recuperação, são desfalques.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.