Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

Com protestos do lado de fora, Mano comanda primeiro treino no Palmeiras

Torcida volta a atacar o diretor de futebol do clube, Alexandre Mattos, e xinga jogadores

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

05 de setembro de 2019 | 16h47

O primeiro dia de trabalho de Mano Menezes como técnico do Palmeiras foi nesta quinta-feira, com treino fechado na Academia de Futebol e protestos da torcida do lado de fora. A principal organizada do clube, a Mancha Alviverde, realizou uma nova manifestação contra o diretor de futebol, Alexandre Mattos, enquanto a equipe se preparava para enfrentar o Goiás, no sábado, pelo Campeonato Brasileiro, no Serra Dourada.

Por volta do meio-dia um grupo de cerca de 20 torcedores começou a se reunir em frente à Academia de Futebol para repetir o protesto feito na última quarta. Um dia depois de irem até o condomínio onde Mattos mora, os palmeirenses estenderam nas ruas faixas, com dizeres como "Mattos ladrão" e "Máfia do pão de queijo, até quando?" para criticar a má fase do time.

O grupo também ficou na porta do centro de treinamento à espera da chegada dos jogadores para o treino. Alguns atletas do elenco foram xingados enquanto entravam de carro no local. O meia Gustavo Scarpa foi um dos alvos, porém a ação mais ríspida foi contra o meia Bruno Henrique. O jogador já havia ouvido uma reclamação de torcedor que o encontrou na rua na última segunda e novamente foi hostilizado. Alguns torcedores chegaram a chutar o carro dele.

A manifestação foi acompanhada de perto por policiais, enquanto do lado de dentro Mano Menezes comandou o primeiro treino como técnico do Palmeiras. O técnico de 57 anos começou a definir a equipe para a partida de sábado e só permitiu a presença da imprensa durante o aquecimento. O elenco volta ao trabalho na manhã de sexta, antes do embarque para Goiânia.

A atividade foi a primeira de Mano com o time dentro de campo. O treinador veio para São Paulo na quarta-feira, porém passou o dia com reuniões na Academia de Futebol para definir o planejamento para as próximas partidas e colher informações sobre o time. Após a demissão do técnico Luiz Felipe Scolari, na segunda, quem comandou os treinos foi o técnico do elenco sub-20, Wesley Carvalho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.