Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Com reforços milionários juntos, Flamengo pega Boavista pela Taça Guanabara

Bruno Henrique, Gabigol e Arrascaeta devem começar como titulares pela primeira vez no ano

Leandro Silveira, Estadão Conteúdo

29 de janeiro de 2019 | 08h05

No rodízio implementado por Abel Braga no Flamengo em 2019, a terça-feira será a vez dos reforços, ainda que misturados com alguns reservas. A partir das 21 horas, o time vai enfrentar o Boavista, no Maracanã, sob grande expectativa de ver Bruno Henrique, Gabriel, o Gabigol, e o uruguaio Arrascaeta atuando juntos no setor ofensivo.

O compromisso é valido pela quarta rodada da Taça Guanabara, com o Flamengo precisando de uma vitória para avançar com um jogo de antecedência às semifinais do primeiro turno do Campeonato Carioca, o que permitiria a Abel a ampliação dos testes no compromisso final antes do começo do mata-mata, domingo, contra a Cabofriense.

Mas mais do que pela classificação, o foco do Flamengo estará no seu futuro. Afinal, o clube agitou o mercado ao investir alto nas contratações de Bruno Henrique, Gabigol e Arrascaeta. E agora a esperança da torcida é de que eles brilhem juntos, conduzindo o time aos títulos que não foram assegurados nas temporadas anteriores.

Bruno Henrique foi o primeiro a dar uma resposta em campo ao atuar nos 45 minutos finais e marcar os gols que levaram o Flamengo a derrotar o Botafogo por 2 a 1, no último sábado, no Engenhão. Assim, largou na frente de Vitinho na briga pela titularidade no ataque.

Já Gabigol e Arrascaeta ainda não se destacaram, tendo atuação discreta no empate com o Resende, na quarta-feira. O atacante também participou de parte da etapa final duelo com o Botafogo, mas também não brilhou. Entre o trio, em comum, nesta terça-feira, o primeiro encontro dentro de campo com a torcida no Maracanã.

"A expectativa é a melhor possível de jogar no Maracanã, reencontrar a torcida. Sempre incentiva. Eu que gosto de ir para cima, isso incentiva, dá confiança", afirmou Bruno Henrique, com a expectativa de ver o Maracanã lotado após a estreia do time na temporada, contra o Bangu, atrair mais de 43 mil torcedores ao estádio.

O restante da formação manterá a base da que empatou com o Resende na última quarta-feira, em Macaé, embora seja possível que Rodrigo Caio, quarto reforço do time para a temporada, também receba uma chance como titular, ao lado de Léo Duarte na zaga. Mas Abel evitou confirmar a escalação que utilizará.

Adversário do Flamengo, o Boavista é o melhor entre os pequenos da Taça Guanabara, em segundo lugar no Grupo C, com seis pontos somados. Mas a situação poderia ser melhor, não fosse a derrota para o Bangu no sábado. O volante Julio Cesar, expulso no duelo do fim de semana, é desfalque certo.

O time assegura estar em alerta para não ficar de fora das semifinais, prometendo mais atenção nesta terça no Maracanã. "Agora é recuperar, sabemos que temos dois jogos difíceis. É somar pontos para conseguir a classificação", afirmou o zagueiro Elivelton, também se referindo ao duelo do fim de semana, pela rodada final da Taça Guanabara, com o Botafogo.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.