Alexandre Lops/Divulgação
Alexandre Lops/Divulgação

Com reservas, Inter vence Veranópolis e lidera Gaúcho

Time está dois pontos à frente do Ypiranga, segundo colocado

Estadão Conteúdo

22 Março 2015 | 18h16

O Inter subiu a serra gaúcha para encarar o Veranópolis neste domingo, pela 12ª rodada do Campeonato Gaúcho. O time da capital escalou só reservas para recuperar a liderança do Estadual e foi bem-sucedido. Com um gol de Taiberson, aos 29 do segundo tempo, o time de Diego Aguirre chegou aos 22 pontos e lidera o Gaúcho, à frente do Ypiranga, que tem 20.

A partida foi truncada desde o início, com o Veranópolis pressionando os reservas do Inter esperando um erro da equipe de Aguirre pela falta de ritmo de jogo. Mas o erro não aconteceu. O jogo ficou morno até a metade do primeiro tempo, quando o time da casa assustou os visitantes em jogada de Rafael Mineiro. Claytinho e David Dener também levaram perigo à meta de Muriel, que praticou boas defesas.

Com Winck organizando as jogadas pelo meio, o Inter tentava acertar a saída de bola, mas a marcação adversária impedia o ataque da equipe de Aguirre. Valdivia tentava alguns chutes de fora da área, mas sem representar perigo para a meta do Veranópolis. Rafael Moura, que homenageava Fernandão pelo seu 37º aniversário com a faixa de capitão, também não encontrava espaço para finalizar.

Na volta para a etapa final, o Veranópolis quase abriu o marcador com David Dener, que cabeceou sozinho para fora da meta de Muriel, logo no início do segundo tempo. Com a falta de organização ofensiva do Inter, Aguirre promoveu algumas alterações na equipe para tentar surpreender o time da casa. E conseguiu.

Aos 29, com dedo do técnico, Taiberson, em sua primeira participação na partida, tocou para Rafael Moura. O atacante fez bem a parede, protegeu a bola, e devolveu para Taiberson, que entrou no lugar de Valdivia, dominar dentro da área e chutar cruzado para definir a partida. O time da casa tentou empatar o duelo, mas a defesa do Inter não permitiu, mostrando segurança e armando alguns contra-ataques, que também não mexeram no placar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.