Com Ricardinho, Santos joga pela reabilitação

O Santos perdeu cinco das sete partidas quedisputou no Brasileiro e vai jogar neste domingo sob pressãocontra o Atlético-MG. Essa pode ser a última das partidas que otime disputará com um pouco da influência do técnico Leão, poisna semana que vem Luxemburgo vai tirar o time da cidade paratrabalhar intensivamente para impor definitivamente suafilosofia. Para o jogo deste domingo, a novidade é a estréia do meiaRicardinho, contratado na semana passada depois de ter sidoliberado, por liminar da justiça do Trabalho, da multacontratual de R$ 2 milhões que deveria pagar ao São Paulo. Fora da Libertadores da América, resta ao time tentar aconquista do Brasileiro e a partir de agora todas os esforçosestarão voltados para essa competição. Luxemburgo assumiu ocomando no dia 10, pressionado pela necessidade de classificar aequipe no torneio latino-americano, depois da derrota para a LDUno Equador, que provou a queda de Leão. Sem muito tempo para mexer na equipe, o treinador procuroumanter o time montado por seu antecessor e procurou mudar umpouco o posicionamento tático, principalmente da defesa. Mas osresultados não foram bons: classificou a equipe ao vencer a LDUno jogo de volta, numa decisão por pênaltis, mas houve tropeços,como o empate contra o Once Caldas na Vila Belmiro e a derrotana partida de volta, na Colômbia, que provocou adesclassificação na Libertadores. No Brasileiro, o desastre ocorreu domingo passado, quando otime foi goleado pelo Palmeiras em casa, jogando o Santos para a19º lugar, bem perto da linha dos clubes que podem cair.Luxemburgo, entretanto, não perde a confiança. Conta com umavitória hoje para iniciar a nova fase e sabe que o time vaiganhar sua cara a partir da intertemporada de dez dias que serárealizada em Atibaia. Será também um período de definições, já que o time sóvoltará a jogar no dia 13 de junho, contra o Vitória. Até lá, oclube pode concluir as negociações para a contratação dosreforços pedidos por Luxemburgo e o treinador saberá com quaisjogadores poderá contar efetivamente. Alex, contundido, nãodeverá mais jogar pelo Santos, pois se apresentará no início dejulho ao PSV. Paulo Almeida já assinou pré-contrato com oBenfica e deverá viajar na mesma época do que Alex eprovavelmente pedirá sua liberação dias antes do término de seucontrato, dia 30 de junho. Outros jogadores poderão deixar a Vila Belmiro nesse períodode reabertura das contratações pelos clubes europeus. Com adesclassificação na Libertadores, algumas dispensas de atletasque não agradam Luxemburgo deverão ocorrer, para abrir espaçoaos novos contratados. O JOGO - Se todos esses problemas serão discutidos a partir dapróxima semana, o Santos concentra hoje seus esforços na vitóriasobre o Atlético-MG, até mesmo como forma de se reabilitar daseqüência de resultados desastrosos. Para esse jogo, o meiaRicardinho deverá fazer sua estréia na equipe, já com suadocumentação regularizada. Ele foi contratado na semana passada, depois de conseguirliminar na justiça do trabalho a liberação do pagamento da multaprevista no contrato que assinou ao deixar o São Paulo. Era parater estreado no clássico contra o Palmeiras, mas os dirigentespreferiram ser cautelosos porque a inscrição ainda não haviasido publicado no boletim da CBF. Luxemburgo ainda não definiu quem deixará o time para aestréia de Ricardinho, mas o mais provável é que Elano vá para obanco. Outra dúvida é quem irá compor a zaga com André Luís, jáque Pereira foi expulso no clássico e cumprirá suspensãoautomática. Narciso deverá começar jogando, enquanto o novatoDomingos ficará na reserva. Léo, que não enfrentou o Once Caldaspor estar suspenso na Libertadores, tem retorno garantido aotime, apesar do problema de unha encravada que enfrentou durantea semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.