Com Rivaldo e seu filho, Mogi Mirim só empata com o XV de Piracicaba

Dupla atua junta por 30 minutos e não faz partida no Romildo Ferreira sair do 1 a 1

Agência Estado

18 de fevereiro de 2014 | 21h57

MOGI MIRIM - A terça-feira foi de festa no estádio Romildo Vitor Ferreira, em Mogi Mirim (SP). Campeão por onde passou, o meia Rivaldo, de 41 anos, pode realizar, talvez, o último sonho como jogador - atuar ao lado do filho, Rivaldo Júnior, de 19 anos. Eles atuaram juntos perto de 30 minutos. Mas a festa só não foi completa, pois o Mogi Mirim apenas empatou com o XV de Piracicaba por 1 a 1, na abertura da nona rodada do Campeonato Paulista.

O Mogi Mirim ainda se afastou da briga pela classificação à próxima fase. O time subiu aos 12 pontos, mas caiu para o quarto lugar do Grupo D. O XV de Piracicaba, por sua vez, também está longe da vaga. A equipe tem 11 pontos, em terceiro lugar, quatro atrás do Ituano, primeiro time da zona de classificação do Grupo B.

A expectativa antes da bola rolar era de um jogo aberto, por conta das escalações. O Mogi Mirim surpreendeu e foi a campo com três atacantes, enquanto que os visitantes foram para o duelo com dois meias e dois atacantes rápidos.

Os 45 minutos iniciais, no entanto, foram decepcionantes. Os donos da casa sentiram bastante a ausência de Morato. Sem um camisa 10, o Mogi Mirim teve mais posse de bola, mas não chegou com perigo ao gol de Mateus. As chances foram apenas em chutes de longa distância. Pelo lado piracicabano, a estratégia era clara. Se defender e jogar por uma bola para garantir o resultado.

No segundo tempo, a partida mudou um pouco, principalmente com a entrada de Rivaldo. Mesmo longe das condições físicas ideais, o pentacampeão deu o toque de qualidade que faltava no time da casa. Em sua primeira chegada, o meia quase abriu o placar em cobrança de falta que passou por toda a área. O goleiro Mateus conseguiu fazer a defesa. A resposta do XV de Piracicaba veio em seguida em chute de fora da área de Alan Bahia.

Na segunda vez que o pentacampeão foi ao ataque veio o gol. O camisa 10 lançou Serginho em profundidade. O atacante invadiu a área e foi atropelado por Juliano. Pênalti. Na cobrança, Elanardo mostrou categoria e abriu o placar aos 23 minutos.

Mesmo sem jogar tão bem, o XV de Piracicaba mostrou raça e arrancou empate nos minutos finais. Aos 42, Cafu fez fila e enfiou boa bola para Breitner, que driblou o goleiro e empurrou para o gol vazio, marcando o primeiro gol dos piracicabanos como visitantes.

Os dois times voltam a campo neste sábado, às 18h30. O XV de Piracicaba visita o Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, enquanto que o Mogi Mirim encara o Ituano, novamente no estádio Romildo Vitor Ferreira.

FICHA TÉCNICA

MOGI MIRIM 1 x 1 XV DE PIRACICABA

MOGI MIRIM - Reynaldo; Valdir (Fábio Sanches), Mirita, Álvaro e Leonardo; Magal (Olberdam), Elanardo e Edson Ratinho; Serginho, Rivaldinho e Magrão (Rivaldo). Técnico: Ailton Silva.

XV DE PIRACICABA - Mateus; Paulo Henrique (Juliano), Pitty, Leonardo e Rodolfo (Danilinho); Rodrigo, Alan Bahia, Danilo Sacramento (Breitner) e Gilsinho; Cafu e Adilson. Técnico: Edison Só.

GOLS - Elanardo (pênalti), aos 22, e Breitner, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Elanardo (Mogi Mirim); Juliano (XV de Piracicaba).

ÁRBITRO - Guilherme Ceretta de Lima.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Romildo Vitor Ferreira, em Mogi Mirim (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.