Com Robinho, Oswaldo de Oliveira relaciona 22 jogadores no Santos

Atacante deverá ser titular na partida contra o Corinthians, neste domingo, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro

Estadão Conteúdo

09 de agosto de 2014 | 12h38

O Santos encerrou na manhã deste sábado a preparação para o jogo com o Corinthians, domingo, na Vila Belmiro, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, ao realizar um treinamento no CT Rei Pelé com a presença do atacante Robinho, principal atração do clássico paulista.

Na atividade, o técnico Oswaldo de Oliveira priorizou as jogadas de bola parada. Depois, ele divulgou a lista de 22 jogadores relacionados para o confronto e os liberou. A reapresentação está marcada para esta noite, antes do jantar, quando os atletas vão iniciar a concentração no Hotel Recanto dos Alvinegros.

Além, evidentemente, de Robinho, a lista de 22 jogadores relacionados por Oswaldo tem novidades. São eles: os laterais Emerson e Zé Carlos, que disputam a vaga do titular Mena, suspenso - Zé Carlos é o favorito para jogar -, e os atacantes Geuvânio, Patito Rodríguez e Stefano Yuri.

O zagueiro Edu Dracena, que já voltou a treinar normalmente, realiza um trabalho de aprimoramento da parte física e técnica e fica fora do clássico, assim como o também zagueiro Gustavo Henrique, que está em transição da lesão ligamentar no joelho.

Em sexto lugar no Campeonato Brasileiro, com 20 pontos, o Santos quer vencer o clássico para se aproximar do grupo dos quatro primeiros colocados, que se classificam para a próxima edição da Copa Libertadores.

Confira a lista de relacionados para o jogo contra o Corinthians:

Goleiros: Aranha e Vladimir.

Laterais: Cicinho, Emerson, Victor Ferraz e Zé Carlos.

Zagueiros: Bruno Uvini, David Braz e Jubal.

Meio-campistas: Alan Santos, Alison, Arouca, Lucas Lima, Renato e Souza.

Atacantes: Geuvânio, Leandro Damião, Patito Rodríguez, Rildo, Robinho, Stefano Yuri e Thiago Ribeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.