Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Com ruptura na sola do pé, Luan preocupa o Grêmio

Kannemann também tem problemas físicos, causando enquanto esteve com a seleção argentina

Estadao Conteudo

16 Outubro 2018 | 20h41

O departamento médico do Grêmio corre contra o tempo para poder colocar à disposição do técnico Renato Gaúcho o maior número de jogadores em boas condições físicas para o primeiro duelo das semifinais da Copa Libertadores, na próxima terça-feira, contra o River Plate, em Buenos Aires, na Argentina.

Em entrevista coletiva, nesta terça-feira, o médico Márcio Dornelles revelou que o atacante Luan sofreu uma ruptura da fáscia plantar do pé (lesão na sola do pé). "Ele está sob tratamento intensivo, mas se o jogo fosse no sábado ele não teria condições de atuar".

Além dos vários jogadores que estão em recuperação, o Grêmio ganhou mais um problema nesta terça-feira. A diretoria foi informada que o zagueiro Kannemann sentiu uma contusão durante o período em que esteve servindo à seleção argentina. O jogador não foi relacionado para enfrentar o Brasil, em amistoso na Arábia Saudita. "Estamos sabendo apenas o que foi dito pela imprensa", disse Dornelles.

O lateral-esquerdo Cortez, o lateral-direito Léo Moura, o volante Ramiro e o atacante Everton, segundo o médico, seguem com boa evolução, mas não há data prevista para que eles possam atuar pelo Grêmio.

Além de uma vaga na final da Libertadores, o Grêmio ainda sonha com a possibilidade de conquista do Campeonato Brasileiro, torneio que não ganha desde 1996. O time gaúcho soma 51 pontos, na quinta colocação, oito atrás do líder Palmeiras. Neste sábado, às 16 horas, em Belo Horizonte, o adversário será o América-MG.

 

 

Mais conteúdo sobre:
GrêmioLuan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.