Com saída de Leandro Amaral, Dodô deve ser titular no Flu

Decisão da justiça sobre vínculo do ex-vascaíno com seu antigo clube favorece ex-botafoguense

Leonardo Maia, Agência Estado

28 de fevereiro de 2008 | 19h21

Não durou muito a reserva de Dodô no Fluminense. Com a decisão da Justiça do Trabalho de fazer prevalecer o contrato de Leandro Amaral com o Vasco, o jogador não poderá atuar mais pelo clube, pelo menos até que o recurso seja julgado, e nem sequer consta mais da relação de atletas profissionais no site do clube. Enquanto isso, Dodô volta ao time na estréia na Taça Rio, sábado, contra a Cabofriense, às 18h10. "O Fluminense está pronto para dar todo apoio moral e logístico possível ao Leandro. Estamos cumprindo uma decisão da Justiça, e vamos aguardar uma nova sentença para decidir pelo seu retorno aos treinamentos e jogos", pronunciou-se Marcelo Penha, assessor do Fluminense. Ainda segundo Penha, não existe a menor possibilidade de o clube perder os pontos conquistados nos jogos em que Leandro atuou. "Ele jogou sob contrato, e amparado pela lei." O atacante sequer participou do treinamento desta quinta-feira, nas Laranjeiras, e não há previsão para sua volta. No que se refere ao desempenho do time, Washington, companheiro de Leandro no ataque do Fluminense, procurou minimizar o peso de sua ausência. "Todos os jogadores estão tristes com a situação do Leandro. Ele vai fazer falta, mas teremos o retorno do Dodô. Para mim, tanto faz jogar com um ou com outro." Dodô, por sua vez, fez questão de frisar que não estava insatisfeito com a reserva e nem sabia do interesse de outros clubes. "Desconheço qualquer proposta para sair das Laranjeiras. Estou trabalhando para voltar a ser titular", comentou o atacante. "Quero jogar sempre, mas preciso respeitar a decisão do treinador. Vou me empenhar muito nos treinos."

Tudo o que sabemos sobre:
FluminenseEstadual do Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.