Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

Com Santos mais versátil, Cuca busca soluções para desgaste físico

Treinador tem mexido bastante na equipe para suportar o ritmo das partidas

Felipe Rosa Mendes, Estadão Conteúdo

02 de outubro de 2020 | 08h27

Com uma dura sequência de jogos desde a retomada da temporada, o Santos vem sofrendo com seguidas baixas por lesão e desgaste físico. O time, contudo, não tem perdido o padrão de jogo, apesar de eventuais irregularidades. Para tanto, o técnico Cuca não tem recorrido somente ao elenco mais jovem.

Na vitória sobre o Olimpia por 3 a 2, na noite de quinta-feira, o treinador mudou o esquema tático, para o 3-4-3. O objetivo era tapar os buracos no time titular e encontrar soluções ao longo da partida que garantiu o time nas oitavas de final da Copa Libertadores.

Em Assunção, ele não podia contar com sua dupla de zaga titular. Lucas Veríssimo e Luan Peres cumpriram suspensão. Assim, Cuca improvisou o meia Jobson e o lateral Pará na zaga. E acrescentou o jovem zagueiro Alex, de 21 anos, para dar maior solidez ao setor.

"Quis dar uma consistência maior para a defesa. Alex é menino da base, não tínhamos outro pela direita. Pusemos o Jobson com a sobra e Pará na contenção", explicou Cuca, que precisou ser rápido para fazer ajustes quando o Santos levou a virada por 2 a 1, no primeiro tempo.

"Deu certo no começo, mas sofremos a virada e tivemos que mudar. Tomamos o gol e fomos para o Plano B, com Madson como zagueiro e Jobson no meio. Ali o time se sentiu melhor", comentou. A versatilidade do elenco acabou levou ao triunfo por 3 a 2. "Temos que enaltecer esses jogadores. Fizemos tudo isso sem treinar, não há tempo e eu não fico chorando."

As mudanças devem virar rotina também no ataque. Soteldo foi convocado para defender a seleção da Venezuela em jogos das Eliminatórias e será desfalque em três partidas do Brasileirão, incluindo o clássico contra o Corinthians, no dia 8. Os outros jogos serão contra Grêmio, no dia 11, e Atlético-GO, no dia 14. Arthur Gomes, Lucas Braga e Tailson serão as opções de Cuca.

A versatilidade do elenco e as opções diferentes de esquema tático devem se tornar recursos ainda mais preciosos para o Santos nas próximas semanas. Disputando duas competições ao mesmo tempo - Brasileirão e Libertadores -, a equipe paulista vai estrear na Copa do Brasil entre o fim deste mês e o início de novembro, contra o Ceará.

"Estamos indo para o pau sem reclamar. Os meninos estão evoluindo como profissionais dentro de uma competição dessa", ressaltou Cuca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.