Com saudades do futebol, mexicanos lotam o Estádio Jalisco

A torcida do Chivas compareceu em grande número ao Estádio Jalisco para o jogo contra o São Paulo - e não apenas porque o duelo valia a vaga na final da Copa Libertadores. Apaixonados por futebol, os torcedores de Guadalajara estavam quase desesperados, pois há dois meses não viam um jogo de futebol na cidade, em razão da Copa do Mundo e do fim do campeonato mexicano. O último jogo da cidade foi no dia 11 de maio, a derrota do Chivas para o Pachuca, por 2 a 1, na semifinal do Torneio Clausura. ?Sentimos muita falta porque aqui, como no Brasil, somos fanáticos por futebol?, explicou o vendedor Gabriel Lopes Islan. ?Mas não há brigas nos estádios, os torcedores se respeitam, mesmo quando torcem para times diferentes.? Dessa forma, é muito comum a presença de famílias inteiras nos estádios mexicanos. Há clubes que fazem promoções para atrair torcedores: em alguns casos, trazer a esposa e o filho ao estádio, dá direito a um ingresso grátis. Os jogos no Jalisco não fazem a alegria apenas dos torcedores de Guadalajara. O estádio é rodeado por vários bares, cujos comerciantes faturam alto na venda de cerveja, a bebida mais apreciada pelos mexicanos. E os fãs de futebol têm uma semana movimentada em Guadalajara. Além de Chivas e São Paulo, o Estádio Jalisco recebeu, nesta quinta, o amistoso entre Atlas, a outra equipe local, e Boca Juniores da Argentina. O jogo festivo estava marcado para esta quarta e, em razão do adiamento, os organizadores tiveram de pagar uma indenização aos argentinos. Reservas A comissão técnica do São Paulo não decidiu se poupará jogadores no duelo contra o Santos, domingo, pelo Campeonato Brasileiro. Por se tratar de um clássico e como o time tentará manter a vantagem na liderança da competição, existe a possibilidade de alguns jogadores mais importantes, como o goleiro Rogério Ceni, o zagueiro Lugano, os volantes Mineiro e Josué e o atacante Ricardo Oliveira atuarem, mesmo depois da desgastante viagem de volta do México para o Brasil.

Agencia Estado,

26 Julho 2006 | 22h26

Mais conteúdo sobre:
libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.