Fellipe Lucena/São Paulo
Fellipe Lucena/São Paulo

Com semana intensa, Calleri vive expectativa de 1° jogo como titular no São Paulo

De olho na Chapecoense, argentino treina forte para começar uma partida pela primeira vez desde o seu retorno ao Brasil

Redação, Estadão Conteúdo

30 de setembro de 2021 | 16h38

Duas rodadas após dizer que o são-paulino precisaria de calma para ver Calleri no time titular, o técnico Hernán Crespo estuda utilizar o goleador desde o início diante da Chapecoense, fora de casa, no domingo, pelo Brasileirão. O argentino faz semana intensa de treinos para começar um jogo pela primeira vez desde o seu retorno ao Brasil.

Calleri chegou ao São Paulo precisando de ritmo de jogo e aprimoramento físico pela ausência dos gramados de quase quatro meses. Não jogava desde abril. Foi relacionado para as últimas três partidas, mas em todas atuando somente nos minutos finais.

Crespo não queria "estourar" o atacante, como justificou, e sabia que a semana livre seria vital para deixá-lo próximo do esperado. Com Benítez cada dia mais em baixa, Rigoni pode ser recuado para a armação, o que abriria espaços para o centroavante entrar no time, ao lado de Luciano. Também há chance de o setor ser formado com os dois argentinos.

Abreviar a "estreia" como titular de Calleri seria uma das alternativas para melhorar o setor ofensivo do São Paulo. O time tem um dos piores ataques do Brasileirão, com 18 gols, melhor somente que quatro adversários, três deles figurando na zona de rebaixamento: Grêmio, Sport e Chapecoense. O outro é o Atlético-GO. A necessidade de ganhar após dois empates sem gols, favorece o argentino, que vem trabalhando forte para convencer Crespo a começar a partida na Arena Condá.

O São Paulo fará mais dois trabalhos na capital antes de embarcar para Chapecó e Crespo deve confirmar a equipe num coletivo nesta sexta-feira. Mesmo sem condições de atuar por 90 minutos, o técnico agora pretende ver seu principal reforço desde o começo.

Também com melhor preparo físico, Gabriel Neves está na expectativa de voltar aos relacionados, mesmo ainda com Galeano obrigado a "quebrar galho" na direita. Igor Vinícius segue impossibilitado de treinar, mas agora a disputa do volante seria com Benítez por uma vaga de estrangeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.