Washington Alves/VIPCOMM
Washington Alves/VIPCOMM

Com sete vitórias seguidas, Cruzeiro pode igualar marca de 2003

Há dez anos, time mineiro vencia oito partidas em sequência para ficar com o título: recorde é do Guarani: 12 jogos em 1978 e 1979

DIEGO SALGADO, O Estado de S.Paulo

15 de setembro de 2013 | 15h33

SÃO PAULO - O Cruzeiro chegou à sétima vitória seguida no Campeonato Brasileiro ao bater neste sábado o Atlético-PR, adversário direto na luta pelo título, por 1 a 0. Caso também vença o Botafogo em casa na próxima quarta-feira, o time de Marcelo Oliveira vai igualar a marca de 2003, ano em que o clube mineiro sagrou-se campeão nacional. Na ocasião, treinado por Vanderlei Luxemburgo, o Cruzeiro venceu oito partidas seguidas em duas oportunidades daquele campeonato. Foram duas sequências fortes. A primeira série começou na 29.ª rodada, contra o Guarani (4 a 1), quando a equipe era vice-líder do Brasileirão. O time, com Alex em campo, passou por cima de Atlético-PR, Santos, Corinthians, Vitória, Criciúma, Flamengo e o rival mineiro Atlético-MG.

Nas últimas oito partidas do campeonato, o número foi repetido. O Cruzeiro passou pelo Figueirense na 39.ª rodada. Depois, derrubou Fortaleza, Grêmio, Vasco, Paraná, Paysandu, Fluminense e Bahia. Com as duas séries de vitórias, o Cruzeiro chegou aos 100 pontos no Brasileirão 2003, uma façanha e tanto. Em 46 jogos, teve 31 vitórias, sete empates e oito derrotas, registrando um aproveitamento de 72,5% - o melhor da era dos pontos corridos. Hoje, o time cruzeirense tem aproveitamento melhor até: 73%. São 14 vitórias, quatro empates e três derrotas. Antes do Atlético-PR, sábado, a equipe havia vencido Goiás, Flamengo, Bahia, Vasco, Ponte Preta e Vitória.

RECORDE

A maior sequência de vitórias em Brasileiro é do Guarani, em 1978, com 11 triunfos seguidos. O campeão nacional daquele ano venceu todos os jogos da fase final, contra Sport, Vasco e Palmeiras. No ano seguinte, o time de Carlos Alberto Silva continuou ganhando. Por isso, alguns torcedores e pesquisadores creditam ao Guarani a marca de 12 vitórias em sequência.

Em 2002, o São Paulo, de Oswaldo de Oliveira, ocupava a nona colocação na 16.ª rodada do Brasileirão. Mas teve uma arrancada meteórica, vencendo as últimas dez partidas da primeira fase. Ao término da 25.ª rodada, a equipe são-paulina era líder do campeonato. A campanha, no entanto, não terminou em título. Na fase de mata-mata, o São Paulo acabou eliminado pelo Santos, de Diego e Robinho, nas quartas de final.

Confira as maiores séries de vitórias no Campeonato Brasileiro:

12 JOGOS

Guarani (11 em 1978 e uma em 1979)

Técnico: Carlos Alberto Silva

10 JOGOS

São Paulo (2002)

Técnico: Oswaldo de Oliveira

8 JOGOS

Atlético-MG (1977)

Técnico: Barbatana

Atlético-MG (1986)

Técnico: Hílton Chaves

Corinthians (um em 1998 e sete em 1999)

Técnico: Vanderlei Luxemburgo e Oswaldo de Oliveira

Náutico (1978)

Técnico: Duque

Palmeiras (1993)

Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Santos (1980)

Técnico: Pepe

Vasco da Gama (1982)

Técnico: Antônio Lopes

7 JOGOS

Atlético-MG (2012)

Técnico: Cuca

Bahia (1986)

Técnico: Orlando Fantoni

Internacional (1978)

Técnico: Cláudio Duarte

Londrina (1977/1978)

Técnico: Armando Renganeschi

Santos (2003)

Técnico: Leão

Santos (2004)

Técnico: Vanderlei Luxemburgo

São Paulo (2007)

Técnico: Muricy Ramalho

Tudo o que sabemos sobre:
CruzeiroBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.