Martin Meissner/ AP
Martin Meissner/ AP

Com show de Haaland, Borussia Dortmund goleia Freiburg e se reabilita no Alemão

Equipe aurinegra foi derrotada no meio de semana pelo Bayern de Munique pela Supercopa da Alemanha

Redação, Estadão Conteúdo

03 de outubro de 2020 | 13h48

É difícil parar o Borussia Dortmund quando Haaland está inspirado. Depois de passar em branco na última partida do Campeonato Alemão, o atacante norueguês brilhou e comandou a goleada por 4 a 0 sobre o Freiburg neste sábado, pela terceira rodada da competição. Ele anotou dois gols e ainda contribuiu com uma assistência.

Com o resultado positivo, o Dortmund se recupera do último revés sofrido fora de casa e figura entre os líderes da competição, com seis pontos e saldo superior que os outros times que aparecem com a mesma pontuação. O Freiburg segue com quatro pontos e aparece brigando por posição na metade da tabela.

O time aurinegro também vinha de derrota na Supercopa da Alemanha, para o Bayern de Munique, no meio de semana, e agora retoma a confiança para a sequência do torneio. Haaland alcançou a marca de cinco gols em cinco partidas na temporada, mas não brilhou sozinho.

O jovem norueguês contou com o auxílio fundamental do americano Giovanni Reyna, que substituiu o inglês Jadon Sancho. Ele deu três assistências, duas delas para o norueguês chegar finalizando. A outra foi para Emre Can ir às redes. Passlack fechou a conta nos acréscimos.

Cerca de 11 mil torcedores assistiram ao triunfo no Signal Iduna Park, como parte de 30% da capacidade liberada em diversas cidades da Alemanha. No entanto, alguns clubes, como o Bayern de Munique, por exemplo, ainda não podem contar com os fãs em seus estádios porque não tiveram permissão das autoridades locais.

Nos outros confrontos já encerrados neste sábado, o Borussia Mönchengladbach superou o Colônia por 3 a 1, Stuttgart e Bayer Leverkusen empataram em 1 a 1 e o Werder Bremen venceu o Arminia Bielefeld por 1 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.