Mauricio de Souza|Estadão
Mauricio de Souza|Estadão

Vitor Bueno dá show, Santos domina São Bento e vai às semifinais

Jovem de 21 anos marcou os dois gols da vitória por 2 a 0

Almir Leite, O Estado de S. Paulo

16 de abril de 2016 | 20h32

Ainda bem, para o Santos, que um novo contrato com Vítor Bueno já está acertado. O jogador de 21 anos está emprestado pelo Botafogo-SP até o meio do ano, mas o clube da Vila Belmiro já tem tudo pronto para mantê-lo. Neste sábado, o meia mostrou novamente que é muito útil. Conduziu o time nos 2 a 0 sobre o São Bento que o levaram à semifinal do Paulista.

Em sua terceira partida como titular, Vítor Bueno se destacou pelos gols. No primeiro, mostrou categoria ao chutar com estilo no ângulo de Henao; no segundo, soube se infiltrar por trás dos zagueiros para completar a jogada de Ricardo Oliveira.

Mas não foi só isso. Mostrou visão de jogo, senso de colocação e participou de quase todas as melhores jogadas do time, sobretudo no primeiro tempo. Merecidamente, o torcedor gritou várias vezes o seu nome.

Vítor Bueno se sobressaiu num jogo que o Santos dominou a maior parte do tempo, empolgou a torcida pelas jogadas em rapidez e as chances de gol criadas, mas também a irritou por perdê-las em profusão.

Henao, goleiro do São Bento, fez boas defesas. Mas os santistas abusaram do direito de perder chances. Ainda assim, e apesar de alguns sustos tomados na segunda etapa, quando diminuiu o ritmo e deu campo ao São Bento, o Santos confirmou o favoritismo e agora espera o adversário na semifinal. Vai jogar de novo em casa, por ter a segunda melhor campanha do torneio. Mas talvez precise ser mais efetivo nas conclusões.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 2 X 0 SÃO BENTO

SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia, Renato, Vítor Bueno, Lucas Lima (Rafael Loguine) e Gabriel (Joel); Ricardo Oliveira (Elano). Técnico: Dorival Junior.

SÃO BENTO - Henao; Régis, João Paulo, Pitty e Marcelo Cordeiro; Fábio Baía, Éder (Diego Clementino), Serginho Catarinense e Clebson (Everton Sena); Rossi e Edno (Ânderson). Técnico: Paulo Roberto Santos.

GOLS - Vítor Bueno, aos 8 e aos 41 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Vinícius G. Dias de Araújo.

CARTÕES AMARELOS - David Braz.

PÚBLICO - 12.051 presentes.

RENDA - R$ 477.280,00.

LOCAL - Vila Belmiro, em Santos (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.