Fernando SoutelloA/AGIF
Fernando SoutelloA/AGIF

Com técnico novo, Vasco reage e derrota Flamengo no Maracanã

Jorginho estreia com pé direito na Copa do Brasil: 1 a 0

MARCIO DOLZAN, O Estado de S.Paulo

20 de agosto de 2015 | 00h21

A campanha no Brasileirão é medíocre, o futebol que vinha sendo apresentado era de baixo nível e o novo técnico, Jorginho, conseguiu comandar apenas dois treinamentos antes do clássico. Mas o Vasco que enfrentou o Flamengo na noite desta quarta-feira, no Maracanã, parecia outro. Impôs-se diante do time rubro-negro no segundo tempo e, com um belo gol de Jorge Henrique, superou o maior rival por 1 a 0 no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

O clima de rivalidade exacerbado nos dias que antecederam ao clássico teve reflexo em campo. Nos primeiros 15 minutos de partida, houve pouca produção ofensiva e muitas jogadas ríspidas, encontrões e discussões entre jogadores. Para se ter uma ideia, Julio dos Santos recebeu cartão amarelo logo no primeiro minuto. Ao todo, foram 12 amarelos e um vermelho (para Wallace) em todo o jogo.

Com a bola rolando, o Flamengo começou com mais volume de jogo. O time tinha Ederson e Everton procurando se aproximar da dupla Emerson e Guerrero, além de avanços tímidos de Pará e Jorge pelas laterais. Já o Vasco, mais acuado, era eficiente na defesa, ainda que sem conseguir sair jogando.

Foi só aos 15 que surgiu a primeira chance da partida. Guerrero recebeu passe curto dentro da área e ficou cara a cara com o goleiro Martín Silva. O atacante chutou rasteiro e o uruguaio fez grande defesa.

O lance acabou acordado o Vasco. Três minutos mais tarde, Nenê recebeu a bola dentro da área após grande jogada de Madson e, também de frente para o gol, chutou colocado para ótima defesa de Cesar. E, aos 22, foi a vez de Serginho cabecear rente ao poste direito após cobrança de escanteio.

Na etapa final o jogo voltou melhor. E o Vasco cresceu na partida, principalmente a partir de avanços pela direita. Foi por aquele setor que, aos 12, Riascos - em posição irregular - recebeu lançamento, foi à linha de fundo e rolou atrás para Jorge Henrique, que encheu o pé e mandou no ângulo: 1 a 0.

O Flamengo sentiu o gol. O time passou a apressar a saída de jogo e a errar passes no meio-campo. Para piorar, Wallace cometeu falta para evitar um contragolpe, tomou o segundo amarelo e acabou expulso aos 24. Mesmo perdendo, o técnico Cristóvão Borges se viu obrigado a tirar o meia Everton para recompor a zaga, colocando Samir em seu lugar.

A partir daí o jogo ficou franco. Os dois times tiveram boas investidas, mas poucas chances claras de gol. O Flamengo até teve a oportunidade de igualar nos minutos finais, em jogada de Emerson e Guerrero, mas a defesa do Vasco trabalhou bem e garantiu a vitória.

Vale lembrar que, como as duas partidas entre as equipes serão disputadas no Maracanã, não há critério de gol qualificado. Assim, caso o Flamengo vença por um gol de diferença na próxima semana, a vaga será definida nos pênaltis.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO: César; Pará, Marcelo, Wallace e Jorge; Márcio Araújo, Canteros, Ederson (Jajá) e Everton (Samir); Emerson e Guerrero. Técnico: Cristóvão Borges.

VASCO: Martín Silva; Madson, Anderson Salles, Rodrigo e Christiano; Guiñazu, Serginho, Julio dos Santos e Nenê (Jhon Cley); Jorge Henrique (Dagoberto) e Riascos (Thalles). Técnico: Jorginho.

GOL: Jorge Henrique, aos 12 minutos do segundo tempo.

CARTÃO AMARELO: Julio dos Santos, Riascos, Nenê, Anderson Salles, Rodrigo, Dagoberto, Thalles e Serginho (VAS); Márcio Araújo e Canteros (FLA).

CARTÃO VERMELHO: Wallace (FLA).

ÁRBITRO: Ricardo Marques Ribeiro (MG).

RENDA: R$ 1.345.000,00.

PÚBLICO: 31.898 pagantes (34.844 no total).

LOCAL:Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilVascoFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.