Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

Com técnico sob pressão, Santos enfrenta Cuiabá de olho em reabilitação

Fernando Diniz tem trabalho questionado e clube vem de quatro partidas sem vitória no Campeonato Brasileiro

Da Redação, O Estado de S. Paulo

04 de setembro de 2021 | 05h00

Em clima de instabilidade e com o treinador Fernando Diniz visivelmente desgastado com insucessos recentes da equipe, o Santos viaja até o Mato Grosso em busca de uma vitória sobre o Cuiabá, neste sábado, às 21h, no Brasileiro, disposto a amenizar o ambiente tenso que ronda o clube.

Com 22 pontos, o time da Vila Belmiro aparece na 12ª colocação e está apenas a quatro do América-MG, primeiro time que aparece na zona do rebaixamento.

 A goleada de 4 a 0 imposta pelo Flamengo na última rodada expôs de vez os questionamentos sobre o trabalho do técnico santista. A última vitória no campeonato foi o 1 a 0 sobre a Chapecoense, no início de agosto. Depois disso, vieram os empates contra o Corinthians, o Fortaleza e o Internacional e o revés para o clube carioca.

Para acalmar os ânimos, a diretoria resolveu entrar em ação para respaldar o treinador. Em entrevista, o executivo de futebol André Mazzuco ficou ao lado de Fernando Diniz.

“Queremos confiar no trabalho e ele vem sendo bem feito. Isso envolve estafe, comissão técnica e todos os envolvidos no futebol. Esperamos reverter esses resultados para ter tranquilidade de trabalho. O Santos é um clube que nos entrega tudo e nos permite trabalhar bem”, afirmou o dirigente.

Em meio a esse clima turbulento, Fernando Diniz tenta recolocar o time no rumo das vitórias. Para o jogo deste sábado, porém, ele terá problemas para escalar o time ideal. Madson, com dores nas articulações, não viajou e já iniciou tratamento. Pará fica com a sua vaga na defesa.

O zagueiro Luiz Felipe, com edema na coxa, segue no departamento médico. Já o atacante Marinho está realizando trabalho de transição para retornar ao time, mas não reunirá condições de enfrentar o Cuiabá.

Ainda sem poder contar com seu principal homem de frente, o ataque deverá ser formado por Lucas Braga e Marcos Guilherme. Nos trabalhos da semana, Fernando Diniz deu ênfase aos treinos de finalização. Aumentar a eficiência do poderio ofensivo é uma necessidade, já que, em 18 rodadas, a equipe marcou 19 gols.

Pressionado pela proximidade da zona do rebaixamento, o técnico Jorginho tem uma baixa importante no meio-campo. O volante Pepê recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora. Yuri e Willian Correia disputam uma vaga no setor. Com 21 pontos, o time do Mato Grosso ocupa o 15º lugar na classificação.

FICHA TÉCNICA

CUIABÁ X SANTOS

CUIABÁ – Walter; João Lucas, Marllon, Paulão e Uendel; Auremir e Yuri (Uillian Correia); Camilo, Cabrera e Clayson; Jenison. Técnico: Jorginho

SANTOS – João Paulo; Pará, Robson Reis, Wagner Leonardo e Felipe Jonatan;  Camacho, Carlos Sánchez, Jean Mota e Gabriel Pirani; Lucas Braga e Marcos Guilherme. Técnico: Fernando Diniz

ÁRBITRO – Bruno Arleu de Araújo (RJ).

HORÁRIO – 21H.

LOCAL – Arena Pantanal, em Cuiabá.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.