Many Fernandez/AP
Many Fernandez/AP

Com time alternativo, Real sofre gol nos acréscimos e cai para o Espanyol

Sem inspiração, o time da capital foi pressionado na maior parte do confronto em Barcelona

Estadão Conteúdo

27 de fevereiro de 2018 | 18h48

Em meio à maratona de jogos na temporada, o técnico Zinedine Zidane optou por levar uma escalação alternativa a campo nesta terça-feira, e o Real Madrid acabou pagando por isso. Sem inspiração, o time da capital foi pressionado pelo Espanyol na maior parte do confronto em Barcelona e acabou castigado nos acréscimos, com o gol que selou a derrota por 1 a 0, pela abertura da 26.ª rodada do Campeonato Espanhol.

+ Confira a classificação do Campeonato Espanhol

Longe da disputa pelo título, o Real foi a 51 pontos, na terceira colocação da tabela, 13 atrás do rival Barcelona, líder e que ainda atua na rodada. No sábado, a equipe madrilenha recebe o Getafe, novamente pelo Espanhol. Já o Espanyol foi a 31 pontos, em 13.º, e encara o Levante no domingo, fora de casa.

Zidane optou por poupar a maior parte de seus astros, como Cristiano Ronaldo, Marcelo, Toni Kroos, Luka Modric e Benzema. Entre aqueles que vêm sendo titulares, somente Keylor Navas, Sergio Ramos, Varane e Isco atuaram. Com isso, o Real viu cair por terra a sequência de cinco vitórias na temporada.

No início, o time não pareceu sentir falta de seus astros e criou bons momentos. Aos seis, Achraf cruzou, Bale apareceu sozinho e cabeceou em cima de Diego López. Aos 13, Sergio Ramos aproveitou cobrança de escanteio e testou firme, para fora.

Não demorou, porém, para que o Espanyol crescesse e passasse a dominar. Aos 25, Varane errou e Carlos Sánchez encontrou Gerard Moreno, que parou em ótima defesa de Navas. Quatro minutos depois, o mesmo Moreno aproveitou sobra na área, dominou e marcou, mas a arbitragem assinalou impedimento duvidoso.

Após o intervalo as equipes voltaram a atacar. E logo com três minutos do segundo tempo, o Espanyol chegou muito perto do gol. Óscar Duarte aproveitou cobrança de escanteio, desviou meio sem jeito e acertou o travessão.

O Real não conseguia se encontrar no segundo tempo, e o Espanyol aproveitou para pressionar na reta final. Aos 31, Moreno tentou novamente, mas parou em outra ótima intervenção de Navas. Pouco depois, Sergio García arriscou de fora da área e a bola passou rente à trave.

Moreno estava decidido a marcar e quase conseguiu aos 42, quando recebeu pela direita, cortou a marcação e bateu com perigo. De tanto insistir, ele finalmente foi premiado aos 47. Sergio Garcia cruzou da direita e encontrou o atacante, que finalizou de primeira, sem chances para Navas.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.