Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Com time alternativo, São Paulo bate o São Bento com gol de Hernanes

Com direito a pênalti perdido no fim, time de André Jardine triunfa e se prepara para duelo na Libertadores

Dani Arruda, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

03 de fevereiro de 2019 | 19h11

Com um time praticamente reserva, o São Paulo derrotou o São Bento por 1 a 0, neste domingo, no Pacaembu, pela 5.ª rodada do Campeonato Paulista. Hernanes marcou o gol da vitória no segundo tempo. Jonatan Gomez ainda desperdiçou uma cobrança de pênalti, defendida pelo goleiro.

O resultado leva o São Paulo aos 9 pontos e vai terminar a rodada na liderança do Grupo D. O time de Sorocaba segue com dois pontos, na lanterna no Grupo B e na zona do rebaixamento para a A2.

Na quarta-feira, o São Paulo estreia na fase preliminar da Libertadores, contra o Talleres, em Córdoba, na Argentina. Por isso, o técnico André Jardine poupou vários titulares, entre eles Nenê, Diego Souza, Everton, Tiago Volpi, Arboleda, Bruno Peres e Pablo. Pelo Paulistão, na sexta rodada, o São Bento volta a campo na sexta, quando recebe a Ferroviária, em Sorocaba. No sábado, o São Paulo encara a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, em Campinas. 

O São Paulo não aproveitou a posse de bola de 65% durante a etapa inicial. Lento, previsível e com dificuldade para encontrar espaços na zaga do adversário, o time de Jardine não levou perigo. É verdade que a estratégia defensiva do São Bento dificultou. Com os onze jogadores no campo de defesa e saindo apenas nos contra-ataques, o time de Sorocaba não deu espaços para que pudesse sofrer pressão. 

O São Bento até chegou a fazer um gol aos 18 minutos, com Alex Maranhão, mas o auxiliar, em lance difícil, errou ao anular o impedimento de Alecsandro no lance. O atacante do time de Sorocaba estava na mesma linha do zagueiro Bruno Alves. A melhor chance do São Paulo na primeira etapa foi através de bola parada. Aos 38 minutos, Hernanes cobrou falta da entrada da área e o goleiro Henal fez boa defesa no canto direito. 

No segundo tempo, o jogo permaneceu com o mesmo panorama, o São Paulo no ataque e o São Bento se defendendo, mas o talento individual de Hernanes colocou o time de Jardine em vantagem. Aos 14 minutos, o meia recebeu na entrada da área e, de pé esquerdo, acertou um belo chute no ângulo do goleiro Henal, abrindo o placar. Foi a primeira vez que ele jogou o tempo todo.

Após sofrer o gol, o São Bento saiu ao ataque para tentar o empate e o jogo ficou mais aberto. O São Paulo diminuiu o ritmo e não se expôs na busca pelo marcador mais dilatado. Já nos acréscimos, o árbitro Vinicius Gonçalves Dias Araujo errou ao marcar pênalti a favor do São Paulo. Após cruzamento de Bruno Alves pela direita, a bola bateu no ombro de João Paulo. Jonatan Gomez cobrou no canto direito e o goleiro Henal defendeu a cobrança.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 1 x 0 SÃO BENTO

SÃO PAULO: Jean; Igor Vinícius (Hudson), Bruno Alves, Rodrigo Freitas e Léo; Araruna, Willian Farias e Hernanes (Jonatan Gomez); Everton Felipe (Antony), Gonzalo Carneiro e Helinho. Técnico: André Jardine.

SÃO BENTO: Henal; Éverton Silva, Ewerton Páscoa, Diego Ivo e Guilherme Romão; João Paulo, Fábio Bahia, Edson Ratinho, Alex Maranhão (Mazola) e Paulinho (Tiago Luis); Alecsandro (Henan). Técnico: Marquinhos Santos.

GOLS: Hernanes, aos 14 minutos do 2º tempo.

JUIZ: Vinicius Gonçalves Dias Araujo

CARTÕES AMARELOS: João Paulo, Edson Ratinho, Guilherme Romão e Hudson. 

PÚBLICO: 8.855

RENDA: R$ 297.373,00

LOCAL: Pacaembu, em São Paulo (SP)

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.