Divulgação/Ceará
Divulgação/Ceará

Com time definido, Ceará mantém a confiança na sua volta à Arena Castelão

Técnico Lisca fecha os treinos durante a semana para encarar o Internacional neste domingo

O Estado de S.Paulo

11 de novembro de 2018 | 14h24

Com o objetivo de eliminar as chances de rebaixamento no Campeonato Brasileiro, o Ceará já tem o time definido para desafiar o Internacional, neste domingo, às 17 horas (de Brasília), na Arena Castelão, em Fortaleza, pela 33.ª rodada. O principal desfalque é o meia Juninho Quixadá, vetado com uma lesão no músculo adutor da coxa direita.

O técnico Lisca fechou os treinos durante a semana, mas não se negou a revelar o time durante a coletiva de imprensa na última sexta-feira. Ele terá o retorno do lateral-direito Samuel Xavier, que não pôde enfrentar o Sport por questões contratuais, e o volante Richardson, que retorna de suspensão. Saem Fabinho, que é volante e atuou improvisado na lateral, e o meia Ricardinho.

"Desde que não seja o Ceará, pode cair qualquer um. Vamos passar por um momento difícil nesta reta final, com confrontos diretos e jogos decisivos, como contra o Inter. O Odair (Hellmann) está fazendo um grande trabalho. É um time consistente e muito competitivo", ponderou Lisca.

Ele ainda comentou sobre o momento do Ceará. Ele assumiu o clube com 93% de chances de ser rebaixado. Hoje, o clube aparece com apenas 13%. O treinador determinou um objetivo para fugir da queda: conquistar sete pontos nas últimas seis rodadas. "Na última passagem, peguei o Ceará com 99% de chances de ser rebaixado, e conseguimos permanecer na divisão. Este ano assumi com 93%. Precisamos de sete pontos e estamos confiantes. Sabemos que é difícil, mas tratamos todo jogo com seriedade para sair dessa situação", concluiu.

O Ceará, que vem de derrota para o Sport por 1 a 0, no Recife, começou a rodada fora da zona de rebaixamento, com 37 pontos. Mais uma vez vai contar com o apoio de sua apaixonada torcida. Até a última sexta-feira, mais de 20 mil ingressos já tinham sido vendidos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.