Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Com time profissional treinando, órgãos do Rio vistoriam CT do Flamengo

Peritos realizaram durante mais de duas horas uma inspeção no Ninho do Urubu, onde um incêndio matou dez jogadores das categorias de base na sexta-feira

Marcio Dolzan / RIO, O Estado de S.Paulo

12 Fevereiro 2019 | 15h38

Peritos de diversos órgãos estaduais e municipais do Rio realizaram durante mais de duas horas uma inspeção no Ninho do Urubu, o CT do Flamengo, onde na sexta-feira passada um incêndio vitimou dez adolescentes das divisões de base do clube e deixou outros três feridos.

Após a perícia, eles se reuniram em uma sala do próprio CT para deliberar por mais uma hora e, ao menos em um primeiro momento, liberaram o local para ser utilizado pelo clube. O time principal do Flamengo, aliás, treinou normalmente durante a inspeção.

Os investigadores entraram e saíram nesta terça-feira sem dar declarações, e a imprensa não pôde acompanhar os trabalhos. O presidente da Comissão de Esportes da Câmara Municipal do Rio, Felipe Michel (PSDB), assistiu a inspeção e afirmou que a interdição, ainda que parcial, não foi debatida nesta terça.

"O que eu posso adiantar é que o Corpo de Bombeiros detectou algumas situações que têm que ser trabalhadas e entregou o laudo para a direção do Flamengo, que prontamente acionou empresas para cumprir as exigências", disse Michel. "O Ministério Público também fez algumas exigências", contou o vereador, sem, no entanto, entrar em detalhes.

A inspeção no CT do Flamengo foi definida em reunião realizada na segunda-feira na sede do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPE-RJ). Além de representantes do MPE-RJ, estiveram no Ninho do Urubu integrantes do Ministério Público do Trabalho, da Defensoria Pública do Estado, do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil, da Prefeitura do Rio e do governo estadual. Agentes da 42ª DP, que investiga o incêndio, também estiveram no CT. Todos eles participaram do encontro de segunda-feira.

O resultado da vistoria ainda poderá decretar a interdição parcial ou até mesmo total do CT, que estaria irregular junto ao Corpo de Bombeiros e à Prefeitura. Uma nova reunião no MPE-RJ acontecerá na sexta-feira.

 

 

Mais conteúdo sobre:
FlamengoNinho do Urubufutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.