JF Diório/Estadão
JF Diório/Estadão

Com time reserva, Palmeiras ganha da Ponte Preta por 1 a 0 em casa

Nas quartas de final do Campeonato Paulista, time vai enfrentar o Novorizontino em jogo de ida e volta

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

20 de março de 2019 | 23h39

Em uma partida em que o técnico Felipão deu chance a muitos suplentes, o Palmeiras bateu a Ponte Preta por 1 a 0 em um duelo sem muito brilho. Com o resultado, o time chegou aos 25 pontos no Grupo B e vai enfrentar o Novorizontino nas quartas de final do Paulistão. O primeiro duelo será em Novo Horizonte e o jogo de volta será na capital paulista.

Logo nos primeiros segundos da partida, o Palmeiras mostrou seu cartão de visitas com Zé Rafael, que arrancou pelo lado esquerdo e cruzou com categoria para a área. Felipe Pires ajeitou para Lucas Lima, que não pegou bem na bola e a zaga da Ponte conseguiu afastar. O time depois teve outra chance, com Carlos Eduardo, que acabou chutando mal.

 

A partir daí, a Ponte Preta passou a dominar o jogo, acertando a marcação no meio de campo, e o Palmeiras quase não conseguia criar as jogadas. Aos 26 Luis Ricardo teve uma boa chance, mas chutou mal. Depois, Thalles teve duas oportunidades, ambas em chutes de fora da área, que levaram perigo para o gol de Fernando Prass.

No segundo tempo as duas equipes trataram de buscar um pouco mais o gol, mas continuaram pecando nas finalizações. Logo aos 5, Reginaldo teve uma boa chance para abrir o placar, mas acabou mandando por cima do gol. Pouco depois, Matheus Oliveira roubou a bola no meio, partiu em velocidade e chutou com perigo, para fora.

O Palmeiras respondeu com Lucas Lima, que chutou a bola por cima do gol. O time da casa continuava tendo um pouco de dificuldade na criação das jogadas, principalmente porque a marcação do time de Campinas mostrava-se atenta e congestionava o meio de campo com jogadores para diminuir os espaços.

Na metade da etapa final, o técnico Felipão optou por tirar o zagueiro Vitão e colocou um meia, Raphael Veiga, em seu lugar, deslocando o volante Thiago Santos para a defesa. E foi do substituto que veio o gol da vitória. No cruzamento de Felipe Pires da direita, Veiga cabeceou, a bola tocou na trave e voltou para o próprio jogador, que empurrou para o gol e levantou a torcida.

A Ponte Preta ainda tentou buscar o empate, mas sem muito sucesso. Apesar da derrota, o time terminou a primeira fase do Campeonato Paulista com 19 pontos, na terceira posição do Grupo A e fora da fase de mata-mata, mesmo tendo uma campanha melhor do que outras equipes classificadas em grupos diferentes.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 1 x 0 PONTE PRETA

PALMEIRAS: Fernando Prass; Marcos Rocha, Vitão (Raphael Veiga), Edu Dracena e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Jean e Lucas Lima; Carlos Eduardo (Léo Passos), Felipe Pires e Zé Rafael (Esteves). Técnico: Felipão.

PONTE PRETA: Ivan; Luis Ricardo, Reginaldo, Renan Fonseca e Diego Renan; Nathan (Vinicius), Gerson Magrão, Matheus Oliveira (Juninho), Tiago Real (Igor Henrique) e Júlio César; Thalles. Técnico: Jorginho.

Gol: Raphael Veiga, aos 35 minutos do 2º tempo.

Juiz: Marcio Henrique de Gois.

Cartões amarelos: Jean, Felipe Pires, Nathan e Diego Renan.

Público: 23.019 pagantes.

Renda: R$ 1.245.283,05.

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.