Ivan Storti/SFC
Ivan Storti/SFC

Com time reserva, Santos surpreende e vence o líder São Paulo no Morumbi

Equipe alvinegra poupou os titulares por causa da Copa Libertadores, mas contou com gol de Jobson para ganhar fora de casa

Guilherme Amaro, O Estado de S.Paulo

10 de janeiro de 2021 | 18h01

Com time reserva, o Santos surpreendeu o líder São Paulo no Morumbi e ganhou por 1 a 0, com gol de Jobson no início do segundo tempo. Foi a primeira vitória da equipe alvinegra em clássicos nesta temporada, depois de ter tido quatro empates e três derrotas contra os rivais em 2020. Para o São Paulo, o resultado acende o alerta para a oscilação nesta reta final do Campeonato Brasileiro.

Por causa da semifinal da Copa Libertadores na quarta-feira, diante do Boca Juniors, o Santos entrou em campo sem seus titulares. O principal destaque da equipe, Marinho, nem sequer viajou a São Paulo, assim como o zagueiro Lucas Veríssimo e o lateral-esquerdo Felipe Jonatan, que estava suspenso.

Já o São Paulo buscava se reabilitar após a eliminação pelo Grêmio na semifinal da Copa do Brasil e a derrota por 4 a 2 para o Red Bull Bragantino na rodada passada. A equipe novamente não tinha Luciano, em recuperação de uma infecção na perna esquerda.

O Santos se fechava e deixava o São Paulo ficar com a bola. Tanto que os zagueiros Arboleda e Léo apareceram diversas vezes na intermediária ofensiva sem marcação. O problema é que os defensores não mostraram muita qualidade nos lançamentos. O único que conseguia achar bons passes era Daniel Alves.

Apesar de o São Paulo ter tido 68% da posse de bola, quem teve a melhor chance do primeiro tempo foi o Santos. Arthur Gomes recebeu enfiada de Lucas Braga, avançou e acertou a trave. A equipe apostava na velocidade dos dois atacantes de beirada e teve o centroavante Bruno Marques, estreante como titular, em tarde pouco feliz.

No segundo tempo, o Santos abriu o placar no primeiro minuto. Jobson roubou de Daniel Alves, tocou para Arthur Gomes, recebeu de volta e, aos trancos e barrancos, finalizou de biquinho para o fundo da rede.

O São Paulo sentiu o gol, mas depois acordou e passou a assustar. Brenner e Sara desperdiçaram boas chances, e o técnico Fernando Diniz resolveu deixar o time mais ofensivo, ao tirar o zagueiro Léo e colocar o meia-atacante Vitor Bueno. Do outro lado, Cuca recorreu aos titulares nas substituições. 

O jogo era bem melhor do que tinha sido no primeiro tempo, mas com cenário parecido: o Santos fechado em busca de algum contra-ataque para ampliar, e o São Paulo tentando furar o bloqueio adversário a partir da intermediária. A bola aérea virou alternativa com a entrada de Tréllez e Gonzalo Carneiro, mas o goleiro João Paulo levou a melhor em todos os lances, salvou o Santos com duas boas defesas e garantiu a vitória.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 0 X 1 SANTOS

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran, Arboleda, Léo (Vitor Bueno) e Reinaldo; Luan (Hernanes), Daniel Alves, Igor Gomes (Tréllez) e Gabriel Sara (Paulinho Boia); Pablo (Carneiro) e Brenner. Técnico: Fernando Diniz.

SANTOS: João Paulo; Madson, Laércio, Alex e Jean Mota (Luan Peres); Balieiro (Pituca), Sandry e Jobson (Alison); Lucas Braga, Arthur Gomes (Pará) e Bruno Marques (Kaio Jorge). Técnico: Cuca.

Gol: Jobson, 1 minuto do 2º tempo.

Cartões amarelos: Balieiro, Alex, Pablo, João Paulo, Alison e Hernanes.

Árbitro: Bráulio da Silva Machado.

Local: Morumbi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.