Clayton de Souza/Estadão
Clayton de Souza/Estadão

Com Tite abatido, Corinthians faz desembarque rápido em São Paulo

Em meio a provocações, jogadores se apressam para subir no ônibus: apenas Emerson e Alessandro dão entrevistas

Fábio Hécico, Agência Estado

30 de setembro de 2013 | 12h29

SÃO PAULO - Depois de amargar humilhante goleada por 4 a 0 para a Portuguesa, domingo, em Campo Grande, o elenco do Corinthians desembarcou na manhã desta segunda-feira, em Guarulhos, com pressa para evitar o contato com jornalistas e torcedores. Com o técnico Tite exibindo uma feição de abatimento, após ter acumulado o seu oitavo jogo seguido sem vitória no comando da equipe, a delegação corintiana foi escoltada por seguranças no Aeroporto de Cumbica, onde apenas o lateral Alessandro e o atacante Emerson pararam dar rápidas entrevistas. Os atletas foram orientados pelos seguranças a entrar logo no ônibus que os aguardava na porta do aeroporto e passaram rápido pelo saguão de desembarque, onde ainda ouviram algumas provocações vindas de pessoas que transitavam no local.

Um dos alvos das provocações, Emerson repetiu boa parte do discurso que havia proferido ainda em campo após a derrota para a Lusa. "Agora é o momento de os atletas também terem a sua responsabilidade, o ambiente no clube é bom e quando o time ganha, ganham todos. Não é hora de ficar procurando culpados. Temos de ter a grandeza de reconhecer que algo está errado. O professor (Tite) tem toda a razão em cobrar, os atletas têm de "colocar a cara'' para assumir que falta alguma coisa. O treinador não tem culpa em nada", ressaltou o jogador.

O capitão Alessandro enfatizou a necessidade de o Corinthians voltar a vencer já nesta quarta-feira, contra o Bahia, em Mogi Mirim, pela 25.ª rodada do Campeonato Brasileiro. "Com certeza não gostaríamos de estar passando por isso, cabe a nós mudarmos essa história, não estamos conseguindo os resultados. O importante neste momento é o jogador fazer algo de diferente dentro de campo. Vencer agora é fundamental."

Edu Gaspar, gerente de futebol do Corinthians, também atendeu rapidamente a imprensa durante o desembarque e, assim como havia feito domingo, respaldou a continuidade de Tite no comando do Corinthians. "Não teve conversa nenhuma sobre troca de treinador, sobre ele deixar o comando do time." O elenco do Corinthians voltou para São Paulo no mesmo voo que trouxe os jogadores da Portuguesa. No desembarque do time do Canindé, o técnico Guto Ferreira admitiu que não esperava por uma goleada diante dos corintianos. "Foi uma surpresa muito grande ganhar do Corinthians por 4 a 0, pois é um time que tem um elenco forte. A gente não esperava uma vitória como essa."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoCorinthiansTite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.