Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Com titulares, Santos joga por reação contra o Mirassol

Acidente de percurso, falta de sorte, a altitude de 3.600 metros. Cada jogador do Santos tem uma desculpa para a inesperada derrota de virada por 2 a 1 para o The Strongest, na quarta-feira passada, em La Paz, na Bolívia, na sua estreia na Copa Libertadores da América. O técnico Muricy Ramalho não aceita nenhuma delas e sabe que o time perdeu por falta de competência para transformar em gols as inúmeras oportunidades criadas e desperdiçadas por Neymar, Borges, Elano e Alan Kardec.

SANCHES FILHO, Agência Estado

18 de fevereiro de 2012 | 08h31

Por isso, o treinador resolveu poupar apenas o goleiro Rafael, que fez grandes defesas e impediu que o estrago fosse maior, e escalou a força máxima para enfrentar o Mirassol, neste sábado, às 18h30, no estádio José Maria Campos Maia, em Mirassol, pela oitava rodada do Campeonato Paulista.

Normalmente, Muricy Ramalho anteciparia a folga de Carnaval para Neymar, Paulo Henrique Ganso, Arouca e mais alguns titulares, mas com o tropeço da última quarta, o seu castigo é colocar todos os cobras para jogar no interior, em uma fase de pouca importância da competição. É bem provável que Neymar e companhia queiram apagar a má impressão que ficou do jogo do meio da semana e que o Mirassol pague pelo que não fez.

Após o treino técnico desta sexta, no CT Rei Pelé, Muricy Ramalho deu mais uma prova de que não perdoou os erros do jogo na Bolívia, ao colocar Ibson, Borges e Paulo Henrique Ganso para ensaiar finalizações durante quase meia hora. Ele cobra que a equipe seja mais compacta, com um setor ficando perto do outro, evitando, dessa forma, que o adversário encontre espaços para se articular.

Exceto Rafael, o time que vai entrar em campo neste sábado será o que Muricy Ramalho armou às escondidas no treino secreto na manhã da segunda passada, no CT Rei Pelé, minutos antes da saída da delegação com destino a São Paulo para embarcar para a Bolívia. Fucile será o lateral-direito e Juan, depois dos erros grotescos do departamento de futebol santista, finalmente estreia, entrando na esquerda.

Como treinou finalizações nesta sexta, e Elano não, Ibson vai continuar no meio de campo para ajudar Paulo Henrique Ganso na armação do jogo. O ex-flamenguista cumpriu o que prometeu, apareceu bem diante do The Strongest ao ajudar na marcação, movimentando-se constantemente e aproximando-se dos atacantes. Elano será opção de banco, mas tem poucas chances de recuperar o seu espaço.

Ao mesmo tempo em que poderá contar com todos titulares, Muricy Ramalho terá dois desfalques no banco de reservas: o artilheiro Alan Kardec e o volante Anderson Carvalho, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato PaulistaSantos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.