Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Com torcida a favor, Fla quer evitar partida de volta na Copa do Brasil

Time de Luxemburgo enfrenta Salgueiro, às 22h, em Pernambuco

MARCIO DOLZAN, O Estado de S. Paulo

22 de abril de 2015 | 07h49

Eliminado do Campeonato Carioca, o Flamengo centra suas forças neste meio de semana na disputa da Copa do Brasil. O time do técnico Vanderlei Luxemburgo joga com o Salgueiro nesta quarta-feira, em Pernambuco, pela partida de ida da segunda fase da competição. Se vencer o jogo das 22 horas por dois ou mais gols de diferença, elimina a necessidade do jogo da volta.

O time realizou um único treinamento na cidade de Salgueiro, mas foi o suficiente para perceber que o Flamengo contará com grande apoio da torcida. Centenas de pessoas acompanharam o deslocamento da equipe desde a chegada à cidade, e a atividade realizada na noite de terça-feira, no local da partida, contou com boa presença de público.

Luxemburgo deverá manter o mesmo time que perdeu para o Vasco no domingo, mas é possível que ele faça uma ou duas mudanças. No treino de terça-feira, Jorge foi escalado na lateral e Pará no meio-campo. O técnico, porém, conta com três volantes de ofício no grupo que está em Pernambuco, e por isso a tendência é pela manutenção de Pará na lateral.

O time rubro-negro pode ter ainda a estreia do meia Almir. Contratado junto ao Bangu este mês, o jogador viajou com o grupo e é opção no setor de criação para o segundo tempo. Ele disputa posição com Arthur Maia, Mugni e Matheus Sávio.

O Salgueiro está invicto há três partidas. Atuando em casa, a equipe venceu o Sport por 2 a 0 no domingo no primeiro jogo da semifinal do Pernambucano. A meta contra o Flamengo é não sofrer gols. "Sabemos que (o Flamengo) é uma equipe muito perigosa, principalmente no ataque. Temos que ter tranquilidade para não sermos surpreendidos porque nesse regulamento tomar gol dentro de casa complica", avaliou o goleiro Luciano.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.