Com três gols de Cavani, Napoli derrota a Juventus

O atacante uruguaio Edison Cavani justificou, neste domingo, o seu apelido de "El Matador". Com três gols de cabeça, o jogador, contratado para esta temporada junto ao Palermo, foi decisivo na vitória do Napoli sobre a Juventus por 3 a 0, no estádio Sao Paolo, em Nápoles, pelo encerramento da 19.ª rodada do Campeonato Italiano.

AE, Agência Estado

09 de janeiro de 2011 | 20h00

Com o resultado positivo, o Napoli encerra o primeiro turno da competição com a vice-liderança. Tem 36 pontos e está quatro atrás do líder Milan, que neste domingo ficou no empate com a Udinese por 4 a 4, em Milão. Já a equipe de Turim, que perdeu apenas pela quarta vez na temporada, ocupa a sexta colocação, com 31 pontos.

Em campo, o Napoli mostrou superioridade no primeiro tempo e conseguiu fazer dois gols em sua jogada preferida: a bola aérea. Aos 20 minutos, Maggio cruzou da direita e Cavani cabeceou no canto esquerdo do goleiro Storari. Seis minutos depois, Dossena fez o cruzamento pela esquerda e novamente o uruguaio cabeceou, desta vez no canto direito do gol da Juventus.

Entre os dois gols do Napoli, a equipe de Turim teve um gol anulado pela arbitragem. Aos 22 minutos, o centroavante Luca Toni, que fazia sua estreia no time, cabeceou da pequena área para o gol, mas antes disso cometeu falta ao bater seu braço no rosto do goleiro Marco De Santis.

Na segunda etapa, quando era esperada uma reação da Juventus, o Napoli tratou de liquidar o jogo. Aos 8 minutos, em um contra-ataque napolitano, o eslovaco Hamsik recebeu livre na área, pelo lado direito, e cruzou na segunda trave. Cavani, de peixinho, cabeceou para marcar seu terceiro gol na partida e o 13.º no campeonato - é um dos artilheiros junto com o atacante Di Natale, da Udinese.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.