Divulgação/Maurício Val/Vipcomm
Divulgação/Maurício Val/Vipcomm

Com trio de astros, Flamengo ganha do Americano

Adriano, Vágner Love e Petkovic atuam no triunfo por 3 a 2 pela 4.ª rodada da Taça Guanabara

AE, Agencia Estado

27 de janeiro de 2010 | 21h58

Não foi o espetáculo que a torcida esperava, mas a vitória do Flamengo sobre o Americano, por 3 a 2, nesta quarta-feira, no Maracanã, indicou que boas coisas podem vir mais adiante. No primeiro jogo em que o trio de astros Adriano, Vágner Love e Petkovic jogou junto desde o início, o time conseguiu manter o aproveitamento 100% na Taça Guanabara, chegando aos 12 pontos, na liderança do Grupo A.  

 

Veja também:

link Botafogo bate o Tigres e ameniza crise após goleada

Mesmo diante de um adversário que ainda não somou nenhum ponto no campeonato, o Flamengo demorou para engrenar. Truncado por muitas faltas, erros de passes e longos atendimentos médicos, o primeiro tempo foi marcado por um futebol sem brilho. A primeira chance clara veio apenas aos 26 minutos, quando Vágner Love invadiu a área sozinho, mas optou por rolar para Adriano, duplamente marcado, em vez de finalizar. A bola ainda sobrou para Petkovic, que foi travado pelo goleiro do Americano.

O primeiro gol, que deu tranquilidade ao Flamengo, surgiu apenas aos 40 minutos. Kléberson cruzou da direita e Adriano foi derrubado claramente por Oliosa. O próprio Adriano cobrou o pênalti e abriu o placar. Depois, já nos acréscimos da etapa inicial, o volante Fernando aproveitou escanteio cobrado por Petkovic e fez 2 a 0.

"Acho que está bom. É a primeira vez que estamos jogando juntos, ainda falta melhor preparo físico. Vamos ver se fazemos mais um ou dois gols para pensarmos no jogo contra o Fluminense (adversário de domingo)", disse o meia Petkovic, ao comentar no intervalo sobre a parceria com os atacantes Vágner Love e Adriano.

O time até ameaçou cumprir as palavras de Petkovic. Logo aos dois minutos, pressão total flamenguista. Kléberson, Vágner Love e Petkovic fizeram boa triangulação, mas Elson evitou o gol literalmente em cima da linha. A expulsão de Leonardo Moura, aos 12, deixou o Flamengo com um jogador a menos. E deu ânimo ao Americano.

Para arrumar a casa, o técnico Andrade tirou Petkovic e colocou o meia Fierro, deslocado na lateral-direita. Mesmo recuado, o Flamengo mostrou que é um time com ótimo toque de bola. Mas o Americano teve espaço e soube aproveitar. Aos 35 minutos, Jader fez boa jogada e foi empurrado na área. Diego Sales cobrou bem o pênalti e marcou.

Mas o Flamengo tem uma dupla de ataque mortal. Na saída de bola, Adriano e Vágner Love, com seis toques de primeira entre si, costuraram uma linda jogada. E sobrou para Vágner Love marcar o gol. Depois, já aos 46, em um vacilo da zaga flamenguista, Itacaré fez mais um para o Americano, mas não passou disso.

FLAMENGO 3 X 2 AMERICANO

Flamengo - Bruno; Leonardo Moura, Álvaro, Ronaldo Angelim e Juan; Toró, Fernando, Kléberson (Lenon) e Petkovic (Fierro); Vágner Love e Adriano. Técnico - Andrade

Americano - Wender; Oliosa (Dudé), Elson, Leandro Dias e Cirilo (Rafinha); Leandro Leite, Edinho, Jader e Diego Sales; Itacaré e Zambi (Patrick). Técnico - Heron Ferreira

Gols - Adriano (pênalti), aos 40, e Fernando, aos 49 do primeiro tempo; Diego Sales (pênalti), aos 35, Vágner Love, aos 36, e Itacaré, aos 46 minutos do segundo tempo

Árbitro - William de Souza Nery

Cartão amarelo - Leonardo Moura, Olioza, Leandro Leite e Jader

Cartão vermelho - Leonardo Moura

Renda e público - Não disponíveis

Local - Estádio do Maracanã, no Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.