Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

Com triunfo sobre o Vitória, Corinthians completa 1 ano invicto em casa

Último revés foi contra o Santos, por 2 a 1, pela Copa do Brasil de 2015

Estadão Conteúdo

24 de agosto de 2016 | 11h15

O Corinthians atingiu mais uma importante marca para o seu jovem estádio após a partida da última segunda-feira, contra o Vitória, vencida de virada por 2 a 1. O triunfo marcou uma série de 1 ano sem perder partidas no estádio de Itaquera - a última derrota ocorreu no jogo contra o Santos, no dia 26 de agosto do ano passado, no jogo de volta da Copa do Brasil.

Na ocasião, o Corinthians foi eliminado pela equipe da Vila Belmiro após perder o jogo de ida por 2 a 0 em Santos, e atuar em casa na partida de volta. Depois disso, já são 33 partidas sem perder como mandante. No Brasileirão, são sete vitórias e quatro empates - um deles atuando no estádio do Pacaembu, contra o Cruzeiro, por 1 a 1.

A vitória obtida nesta segunda-feira contra a equipe baiana fez com que o Corinthians permanecesse como o único invícto da competição até aqui. Nesta rodada, o único time que também vinha sem derrotas em casa acabou perdendo seu jogo: o Figueirense foi derrotado pelo Cruzeiro por 2 a 1 no estádio Orlando Scarpelli e viu o fim de uma invencibilidade de dez partidas no campeonato - que ainda custou o cargo do técnico Argel Fucks.

No entanto, os bons números corinthianos atuando em seus domínios não são os melhores do Brasileirão até aqui, onde a equipe tem apenas o quarto melhor aproveitamento do campeonato. Santos e Grêmio, com 83,3% de eficiência nas partidas como mandantes, lideram o quesito, seguidos por Palmeiras e Atlético-PR.

O próximo jogo do Corinthians como mandante será no dia 8 de setembro, contra o Sport, em Itaquera. Antes, no próximo sábado (27), o time alvinegro visita a Ponte-Preta no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, às 16 horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.