Reprodução / Twitter / Goiás
Reprodução / Twitter / Goiás

Com um a mais, Inter perde para o Goiás, mas segue na liderança do Brasileirão

Gol foi marcado por Vinícius aos 43 minutos do primeiro tempo; time gaúcho é beneficiado por tropeços de rivais

Redação, Estadão Conteúdo

13 de setembro de 2020 | 20h29

Com um jogador a mais desde os três minutos de jogo, o Internacional perdeu para o Goiás por 1 a 0 na noite deste domingo, no estádio da Serrinha, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. O clube esmeraldino aliviou a pressão sobre si, deixou a lanterna e subiu para a 18ª posição, com oito pontos, ainda dentro da zona de rebaixamento. Já a equipe colorada segue ainda na primeira posição, com 20 pontos. 

Após a partida, o meia Boschilia lamentou o fato de o Inter não ter conseguido aproveitar a expulsão do Goiás.  "Foi um jogo complicado. Eles se trancaram lá atrás depois da expulsão. Tentamos de todas as formas, mas temos que trabalhar mais, jogar mais. Agora é baixar a cabeça e melhorar para os próximos jogos", disse. "Acho que merecíamos a vitória, foi um jogo de ataque contra defesa. Ficamos magoados. Vamos trabalhar agora para a Libertadores", acrescentou.

Com a Copa Libertadores no meio da semana, Eduardo Coudet resolveu poupar algumas peças para o duelo, incluindo, o artilheiro e destaque do campeonato, Thiago Galhardo. O Goiás, por outro lado, foi com o que tinha de melhor, ainda mais com a pressão em cima do técnico Thiago Larghi.

Quando a bola rolou, a pressão estava evidente no rosto dos jogadores do Goiás. Em apenas três minutos, Jefferson deu um carrinho violento em Marcos Guilherme e acabou expulso, com a ajuda do VAR. O jogador colorado precisou ser substituído. Larghi também mexeu para compor o sistema defensivo.

Com um a mais, o Inter tomou o domínio do jogo, mas mostrou dificuldade na criação, muito pela atuação do Goiás, que começou a jogar com dez homens atrás do meio de campo, formando um ferrolho à frente de Tadeu. A primeira chance, então, veio em cobrança de falta de D'Alessandro, rente à trave.

O VAR ainda analisou uma nova possibilidade de expulsão. Rafael Moura acertou o rosto de Victor Cuesta com o pé, mas nada foi marcado. Após a polêmica, o Inter voltou a pressionar, mas a melhor tentativa saiu dos pés de Abel Hernández. Ele recebeu dentro da área, mas chutou fraco, facilitando a defesa de Tadeu.

E o surpreendente aconteceu aos 43 minutos. Na primeira chegada do Goiás, Daniel Bessa jogou a bola para a rea do Inter. A bola sobrou para Vinícius, que finalizou. Marcelo Lomba conseguiu chegar, mas não evitou o gol.

No segundo tempo, Eduardo Coudet colocou Thiago Galhardo no jogo e viu o Inter ganhar força ofensiva. A equipe gaúcha, porém, continuou encontrando dificuldade em passar pela defesa adversário. No cruzamento de D'Alessandro, Pedro Henrique cabeceou para boa defesa de Tadeu. O goleiro voltou a brilhar em tentativa de Leandro Fernández, logo depois.

O Inter chegou ao gol com Abel Hernández, mas o árbitro assinalou impedimento de Thiago Galhardo, que havia dado o passe. O time gaúcho pressionou, mas viu o Goiás sobressair e desencantar no Campeonato Brasileiro, graças ao goleiro Tadeu, que fez um milagre para assegurar o triunfo esmeraldino no lance final.

Na próxima rodada, o Inter enfrenta o Fortaleza no sábado, às 19h, na Arena Castelão, em Fortaleza (CE). O Goiás teve seu jogo contra o Flamengo adiado por causa da participação do clube carioca na Libertadores. Com isso, o Goiás, só volta a campo no dia 27 de setembro, para enfrentar o Ceará, às 18h15, no Castelão, também na capital cearense, pela 12ª rodada.


FICHA TÉCNICA:

GOIÁS 1 x 0 INTERNACIONAL

GOIÁS - Tadeu; Edilson, David Duarte, Fabio Sanches e Jeferson; Sandro, Breno (Ratinho) e Daniel Bessa (Gilberto); Rafael Moura, Vinícius Lopes e Keko (Caju). Técnico: Thiago Larghi.

INTERNACIONAL - Marcelo Lomba; Rodinei (Rodrigo Moledo), Pedro Henrique (Leandro Fernández), Victor Cuesta e Moisés; Musto, Edenilson, Bruno Praxedes (Thiago Galhardo) e D'Alessandro (Rodrigo Lindoso); Marcos Guilherme (Boschilla) e Abel Hernández. Técnico: Eduardo Coudet.

GOL - Vinícius, aos 43 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Breno, Fábio Sanches e Marcelo Rangel (Goiás); Pedro Henrique, Praxedes e Victor Cuesta (Internacional).

CARTÃO VERMELHO - Jefferson (Goiás).

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza (SP).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio da Serrinha, em Goiânia (GO).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.