PontePress/ÁlvaroJr
PontePress/ÁlvaroJr

Com um a mais, Ponte leva gol nos acréscimos e perde para o Vitória em Campinas

Equipe de Campinas está há quatro jogos sem ganhar na Série B e estaciona na décima colocação

Redação, Estadão Conteúdo

27 de outubro de 2019 | 19h13

A Ponte Preta praticamente deu adeus às chances de conquistar o acesso à elite do Campeonato Brasileiro, na tarde deste domingo, ao perder para o Vitória, por 2 a 1, em pleno estádio Moisés Lucarelli, no encerramento da 31.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O time paulista jogou com um homem a mais durante 65 minutos e acertou três vezes a trave de Martín Rodríguez.

Sem ganhar há quatro jogos, a Ponte estacionou nos 41 pontos e está na décima colocação. Por outro lado, o Vitória chegou aos 36 e subiu para o 15.º lugar, abrindo quatro de vantagem para o Figueirense, que abre a zona de rebaixamento. Dirigido pelo veterano Geninho, de 70 anos, o time baiano se reabilitou de derrota por 1 a 0 em casa para o Londrina. Após a partida, torcedores se envolveram em confusão com a Polícia Militar do lado de fora do Majestoso.

O primeiro tempo começou com o time campineiro errando muitos passes e o visitante apostando no contra-ataque. Foi assim que o placar saiu do zero no Moisés Lucarelli. Wesley recebeu de Carleto nas costas da defesa, invadiu a área e chutou forte. A bola bateu no travessão e entrou aos 18 minutos.

Em busca do empate, a Ponte acertou a trave de Martín Rodríguez em chute rasteiro de Vico. Aos 28, Léo Gomes recebeu o segundo amarelo e foi expulso, apesar dos protestos pela atitude do árbitro. Mesmo com um homem a menos, o Vitória quase ampliou em falta cobrada por Carleto.

A Ponte Preta fez uma verdadeira blitz desde o início do segundo tempo e Vico viu a finalização explodir no travessão. Na sequência, João Carlos cabeceou e Martín Rodríguez espalmou para escanteio. O gol dos donos da casa era questão de tempo.

E ele saiu aos 24 minutos, quando Roger converteu pênalti marcado pelo árbitro após a bola acertar o braço de Zé Ivaldo dentro da área.

Animada, a Ponte se empenhou em busca da virada e parou mais uma vez na trave da equipe baiana, desta vez em finalização de João Carlos. E nos acréscimos, o que a torcida pontepretana não esperava aconteceu. Felipe Garcia fez jogada individual e rolou para Jordy Caicedo completar para as redes aos 46 minutos.

Os dois times voltam a campo no próximo sábado, pela 32.ª rodada. A Ponte Preta encara o América-MG, às 19 horas, no Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG), enquanto o Vitória recebe o Figueirense, às 16h30, no Barradão, em Salvador (BA).

FICHA TÉCNICA:

PONTE PRETA 1 X 2 VITÓRIA

PONTE PRETA - Ivan; Diego Renan (Arnaldo), Renan Fonseca, Airton e Guedes; Edson, Lucas Mineiro (João Carlos) e Renato Cajá; Marquinhos (Alex Maranhão), Roger e Vico. Técnico: Gilson Kleina.

VITÓRIA - Martín Rodriguez; Zé Ivaldo, Ramon e Everton Sena; Jonathan Bocão, Baraka, Léo Gomes, Chiquinho (Rodrigo Andrade) e Carleto; Wesley (Jordy Caicedo) e Anselmo Ramon (Felipe Garcia). Técnico: Geninho.

GOLS - Wesley, aos 18 minutos do primeiro tempo; Roger, aos 24, e Jordy Caicedo, aos 46 do segundo.

ÁRBITRO - Adriano Barros Carneiro (CE).

CARTÕES AMARELOS - Airton e Lucas Mineiro (Ponte Preta); Carleto (Vitória).

CARTÃO VERMELHO - Léo Gomes (Vitória).

RENDA - R$ 32.145,00.

PÚBLICO - 3.314 torcedores.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.