Álvaro Jr./PontePress
Álvaro Jr./PontePress

Com um a menos, Bragantino bate Ponte de virada e se isola na ponta da Série B

Após primeiro tempo ruim, o time associado da Red Bull dominou a segunda metade da partida e chega aos 23 pontos na competição

Redação, Estadão Conteúdo

23 de julho de 2019 | 23h06

Com um jogador a menos desde o início do segundo tempo, o Bragantino venceu a Ponte Preta, de virada, por 2 a 1, nesta terça-feira, no Estádio Nabi Abi Chedid, pela 11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Bragantino se isolou novamente na liderança da competição, com 23 pontos, deixando a Ponte Preta com 19. O time campineiro viu cair a sequência de nove jogos sem derrotas no torneio.

O mando de campo era do Bragantino, mas foi a Ponte Preta quem aproveitou o embalo da torcida para tomar a iniciativa e criar as principais chances de gol no primeiro tempo. Diego Renan apareceu bem pelo lado direito e cruzou para Camilo. O volante desviou de cabeça e mandou rente à trave. O jogador teve uma segunda oportunidade de marcar, logo na sequência, mas o chute foi parar no peito de Júlio César.

A Ponte Preta chegou ao gol aos 18 minutos, mas o lance acabou sendo anulado pela arbitragem. Após bate e rebate dentro da área, Camilo chutou e Roger desviou antes da bola ultrapassar a linha. O camisa 9 estava em posição irregular. O Bragantino tentou responder com Thiago Ribeiro, mas sem dar muito trabalho ao goleiro Ivan.

O time da casa foi equilibrando as ações e começou a dominar a partida, até que Claudinho cometeu uma falta em Edson perto da área de Júlio César. Diego Renan cobrou falta, Edson desviou, junto com a defesa do Bragantino, e colocou a bola no fundo das redes, acabando com qualquer chance de reação do rival.

O segundo tempo começou eletrizante. Logo aos sete minutos, Wesley empurrou Diego Renan e acabou levando o cartão vermelho. Mesmo com um a menos, o Bragantino se jogou ao ataque e deixou tudo igual aos 11. Edimar cobrou falta rasteira e exigiu grande defesa de Ivan. Na sobra, Aderlan mandou para Ytalo, que se jogou na bola para fazer o gol.

Após o gol, o Bragantino cresceu na partida e jogou a Ponte Preta para a defesa. Aos 36 minutos, Edimar colocou a bola na área. O sistema defensivo do time campineiro bateu cabeça e Morato ficou com a sobra. O atacante soltou o pé para fazer o segundo.

Nos minutos finais, o Bragantino se fechou e começou a envolver o time da Ponte Preta, que mostrou muito nervosismo e não conseguiu evitar a derrota em Bragança Paulista.

Na próxima rodada, a Ponte Preta enfrentará o Vitória no sábado, às 16h30, no Barradão, em Salvador. No mesmo dia, às 19 horas, o Bragantino visitará o Vila Nova, no Serra Dourada, em Goiânia.

FICHA TÉCNICA

BRAGANTINO 2 X 1 PONTE PRETA

BRAGANTINO - Júlio César; Aderlan, Rayne, Rayan e Edimar; Uillian Correia, Ricardo Ryller (Pio) e Ytalo; Claudinho, Wesley e Thiago Ribeiro (Morato). Técnico: Antônio Carlos Zago.

PONTE PRETA - Ivan; Diego Renan, Renan Fonseca, Reginaldo (João Carlos) e Henrique Trevisan; Edson, Camilo, Tiago Real (Bill) e Matheus Vargas; Marquinhos (Dadá) e Roger. Técnico: Jorginho.

GOLS - Edson, aos 40 minutos do primeiro tempo. Ytalo, aos 11, e Morato, aos 36 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Adriano Milczvski (PR).

CARTÕES AMARELOS - Claudinho, Morato e Uillian Correia (Bragantino); Bill, Henrique Trevisan e Roger (Ponte Preta).

CARTÃO VERMELHO - Wesley (Bragantino).

RENDA - R$ 78.865,00.

PÚBLICO - 9.577 torcedores.

LOCAL - Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.