Divulgação/Botafogo-SP
Divulgação/Botafogo-SP

Com um a menos, CRB vence, afunda Botafogo-SP e entra na briga pelo G-4

Botafogo já vem de um jejum de sete jogos e aparece apenas na 17ª posição da Série B

Redação, Estadão Conteúdo

25 de setembro de 2020 | 21h38

O CRB quebrou uma sequência de três jogos sem vitórias na Série B do Campeonato Brasileiro e se reabilitou da eliminação na Copa do Brasil ao derrotar o Botafogo-SP por 2 a 1, na noite desta sexta-feira, em pleno estádio Santa Cruz, pela 11ª rodada, com um jogador a menos desde o minuto inicial do duelo, quando Victor Souza foi expulso por falta em Ronald. Seu substituto, Edson Mardden foi o grande personagem com ótimas defesas.

Com o resultado, o CRB fechou a sexta-feira na oitava posição, com 16 pontos, a dois do G-4. O Botafogo, por outro lado, já vem de um jejum de sete jogos e aparece apenas na 17ª posição, com oito pontos, dentro da zona de rebaixamento.

O CRB levou um baque logo de cara. Em uma bola fácil para a defesa, Hugo deixou para Victor Souza, mas Ronald antecipou e foi derrubado pelo goleiro fora da área. O árbitro acabou expulsando o camisa 1. Edson Mardden entrou no duelo sem estar 100% e começou a brilhar. Ele fez um milagre em arremate de Jordan.

A segurança de Mardden aumentou a confiança de toda a equipe. O CRB cresceu e conseguiu abrir o placar mesmo com dez jogadores. Após cobrança de escanteio de Diego Torres, a bola ficou viva dentro da área. Moacir ajeitou para Léo Gamalho, que mandou para o fundo das redes.

Atrás do placar, o Botafogo continuou pressionando. Wellington Tanque cabeceou para nova defesa brilhante de Madden. A bola ainda bateu no travessão. De tanto insistir, o clube de Ribeirão Preto chegou ao gol aos 49 minutos. Matheus Anjo cruzou, Rafinha não deixou a bola sair e tocou para Wellington Tanque marcar com um toque de cabeça.

No segundo tempo, a partida caiu de produção. Mais cauteloso, o CRB se fechou com a clara intenção de segurar o empate com um jogador a menos. O Botafogo demorou para encontrar espaço na defesa adversária e chegou pela primeira vez apenas aos 30 minutos, em cobrança de falta de Wellington Tanque. Mardden pegou mais uma.

O clube de Ribeirão Preto foi se jogando totalmente ao ataque e ficou muito perto de marcar. Val chutou de longe, a bola ganhou efeito e acertou a trave. No rebote, Luketa, livre de marcação, isolou. Foi aí que veio o castigo. Aos 38 minutos, Diego Torres colocou a bola na cabeça de Reginaldo Júnior, que deu um leve desvio para colocar o CRB à frente.

Depois, o CRB só precisou se segurar e contar novamente com a grande atuação de Edson Mardden, em cabeçada de Judivan, para levar a Maceió três pontos importantes na luta pelo acesso à elite do futebol nacional.

Na próxima rodada, o CRB enfrenta o América Mineiro na segunda-feira, às 20h, no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL). Na terça, às 20h30, o Botafogo visita o Oeste na Arena Barueri, em Barueri (SP).

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO-SP 1 x 2 CRB

BOTAFOGO - Darley; Valdemir, Wallison Maia, Jordan e Gilson (Guilherme Romão); Naldo (Matheus Alessandro), Victor Bolt e Matheus Anjos (Bady); Ronald (Luketa), Wellington Tanque e Rafinha (Judivan). Técnico: Claudinei Oliveira.

CRB - Victor Souza; Reginaldo, Gum, Reginaldo Júnior e Hugo; Claudinei, Moacir (Carlos Jatobá) e Diego Torres (Thiaguinho); Magno Cruz (Edson Mardden), Léo Gamalho (Alisson Safira) e Luidy (Iato). Técnico: Marcelo Cabo.

GOLS - Léo Gamalho, aos 19, e Wellington Tanque, aos 49 minutos do primeiro tempo. Reginaldo, aos 38 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Jordan, Ronald e Victor Bolt (Botafogo); Alisson Safira, Léo Gamalho e Thiaguinho (CRB).

CARTÃO VERMELHO - Victor Souza (CRB).

ÁRBITRO - Paulo Cezar Zanovelli (MG).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.