Staff Images/Flamengo
Staff Images/Flamengo

Com um a menos, Flamengo fica no empate por 2 a 2 contra o América-MG em Minas

Rubro-negro fica na frente do placar por duas vezes, mas sofre gol no fim e vê desvantagem para o topo aumentar

Estadao Conteudo

26 Agosto 2018 | 18h26

De olho na liderança do Campeonato Brasileiro, o Flamengo não poupou titulares diante do América-MG, neste domingo, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 21.ª rodada. Com maior domínio em campo, o time carioca esteve sempre na frente do placar, mas cedeu o empate por 2 a 2 no final quando atuava com um jogador a menos, devido à expulsão de Cuellar.

O resultado, pelas circunstâncias, teve o sabor de derrota para o Flamengo, ainda na terceira posição com 41 pontos, um atrás do Internacional e a quatro do líder São Paulo. O América-MG mantém a sua campanha regular, somando 26 pontos na nona colocação.

O primeiro tempo foi disputado em alta velocidade. O América-MG contribuiu para isso porque iniciou o jogo exercendo pressão na saída de bola do visitante. A ideia era abrir o placar logo, o que quase aconteceu aos três minutos. Gerson Magrão cruzou do lado esquerdo para Giovanni que, na grande área, chutou sozinho, porém para fora.

Aos gritos, o técnico Maurício Barbieri pedia aos jogadores do Flamengo para adiantar a marcação e sair do campo defensivo. Aos 12, Réver assustou em uma cabeçada aliviada por Matheus Ferraz, mas dois minutos depois saiu o gol. Renê fez o levantamento pelo lado esquerdo e Éverton Ribeiro apareceu na pequena área, nas costas de Carlinhos, para dar um peixinho e mandar a bola às redes.

O time mineiro não se abateu e manteve o seu ritmo. Ameaçou com Rafael Moura aos 19 minutos, quando ele protegeu bem a bola na área e fez o giro, mas pelo alto. O atacante está ligado e empatou aos 22 - subiu de peixinho e desviou no canto direito do goleiro Diego Alves após levantamento de Wesley.

Com mais técnica, o Flamengo passou a dominar as ações em campo, criando as melhores chances. Aos 30 minutos, o goleiro João Ricardo saiu errado após cruzamento e a bola ficou com Vitinho, que fintou o goleiro e chutou, mas Juninho fez o corte. O mesmo Vitinho, atrás de seu primeiro gol com a camisa rubro-negra, chutou forte de fora da área, obrigando João Ricardo a espalmar a bola que ia em direção ao ângulo direito aos 39.

Como era esperado, o América-MG diminuiu a marcação na saída de bola, fazendo uma meia pressão. O Flamengo jogou no seu ritmo, tendo em Éverton Ribeiro o seu principal articular de jogadas. Ele serviu os seus companheiros três vezes até conseguir o segundo gol.

Aos 11 minutos, o meia cobrou escanteio e Réver cabeceou para fora; aos 14, lançou Henrique Dourado na marca do pênalti, que bateu de virada, mas também para fora. Na persistência, saiu o gol aos 16. Éverton Ribeiro levantou na área e Lucas Paquetá cabeceou no ângulo direito de João Ricardo.

Mas logo em seguida, aos 19 minutos, o time carioca ficou com um jogador a menos. O volante Cuéllar segurou pelas costas Robinho, que saía sozinho em direção ao gol e recebeu o cartão vermelho. Maurício Barbieri tratou de recompor a marcação, sacrificando Henrique Dourado para a entrada de Piris.

Por algum tempo até que o Flamengo suportou bem o ritmo de jogo, tendo inclusive a chance de ampliar aos 33 minutos com Lucas Paquetá, lançado na área por Éverton Ribeiro. Mas João Ricardo saiu na dividida e levou a melhor, ficando com a bola em suas mãos.

Sentindo o time cansado, Barbieri optou por reforçar a marcação na parte final do jogo. Aos 39 minutos tirou Diego para a entrada do zagueiro Rhodolfo. O América-MG até tentava o empate, mas não chegava em boas condições de finalizar. Mas obteve a igualdade aos 41, quando Marquinhos cobrou falta com perfeição, a bola bateu na trave direita e voltou para a cabeçada de Gerson Magrão, que até se abaixou para testar sozinho. Os últimos minutos foram de pressão americana.

A delegação do Flamengo vai continuar na capital mineira porque nesta quarta-feira vai enfrentar o Cruzeiro, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores. O jogo vai começar às 21h45, no estádio do Mineirão. Na ida, o time carioca perdeu por 2 a 0.

Pelo Brasileirão, o Flamengo só volta a campo no próximo domingo, às 11 horas, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, contra o Ceará, pela 22.ª rodada. O América-MG vai enfrentar o Vitória, no sábado, ás 16 horas, no estádio do Barradão, em Salvador.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 2 x 2 FLAMENGO

AMÉRICA-MG - João Ricardo; Aderlan, Matheus Ferraz, Paulão e Carlinhos; Leandro Donizete, Juninho (Matheusinho), Wesley (Marquinhos) e Gerson Magrão; Rafael Moura e Giovanni (Robinho). Técnico: Adilson Batista.

FLAMENGO - Diego Alves; Rodinei, Léo Duarte, Réver e Renê; Cuéllar, Lucas Paquetá, Diego (Rhodolfo) e Éverton Ribeiro; Vitinho (Willian Arão) e Henrique Dourado (Piris). Técnico: Maurício Barbieri.

GOLS - Éverton Ribeiro, aos 14, e Rafael Moura, aos 22 minutos do primeiro tempo; Lucas Paquetá, aos 16, e Gerson Magrão, aos 41 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Leandro Donizete, Paulão e Carlinhos (América-MG); Henrique Dourado e Léo Duarte (Flamengo).

CARTÃO VERMELHO - Cuéllar (Flamengo).

ÁRBITRO - Jean Pierre Gonçalves Lima (RS).

RENDA - R$ 166.008,00.

PÚBLICO - 12.887 pagantes.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.