Lucas Merçon / Fluminense FC
Lucas Merçon / Fluminense FC

Com um a menos, Fluminense segura pressão e derrota o Cruzeiro no Maracanã

Time mineiro tem dificuldade em finalizar ao gol adversário e perde com gol do atacante Pedro

Estadão Conteúdo

22 de abril de 2018 | 18h38

O Fluminense conquistou neste domingo uma vitória heroica, a primeira no Campeonato Brasileiro. Com um jogador a menos desde os 14 minutos do primeiro tempo - o lateral-direito Gilberto foi expulso -, o time carioca superou o Cruzeiro por 1 a 0, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pela segunda rodada.

+ Em Santa Catarina, Chapecoense e Vasco ficam no empate por 1 a 1 pelo Brasileirão

+ Na estreia de Everton, São Paulo fica no empate sem gols com o Ceará

+ Palmeiras derrota o Internacional por 1 a 0 e ganha a primeira no Brasileirão

Estes foram os três primeiros pontos do Fluminense, que respira mais aliviado após a perda do título do Campeonato Carioca e a eliminação na Copa do Brasil. O clube se afastou das últimas colocações e figura em posição intermediária, com três pontos.

Em compensação, a pressão recai toda sobre o Cruzeiro, que conheceu a segunda derrota em dois jogos e amarga a zona de rebaixamento. Agora, o técnico Mano Menezes se vê obrigado a vencer a Universidad de Chile, nesta quinta-feira, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, pela Copa Libertadores, para não ver o clube entrar em crise.

A proposta inicial do Fluminense era marcar em cima e pressionar a saída de bola do Cruzeiro. E a estratégia deu certo até aos 14 minutos, quando Gilberto acertou o pé na cabeça do atacante Sassá. Sem titubear, o árbitro paulista Flávio Rodrigues de Souza deu o cartão vermelho direto diante das reclamações tricolores.

Com um jogador a menos, o clube das Laranjeiras precisou diminuir o ímpeto dos primeiros minutos. Para sorte dos mandantes, o time mineiro também não conseguiu impor o seu jogo e a partida se arrastou sem grandes emoções até o final da etapa.

No segundo tempo, o Fluminense teve a sorte de balançar as redes ainda no início. Aos três minutos, o meia Sornoza cobrou falta na área e o zagueiro Gum desviou. A bola pegou no zagueiro Dedé e no rosto do jovem atacante Pedro antes de balançar as redes.

Apesar do homem a mais, o Cruzeiro seguiu com enormes dificuldades em finalizar na meta de Júlio César. A melhor oportunidade aconteceu aos 32 minutos. O meia uruguaio Arrascaeta desviou uma bola na trave direita de Júlio César. Na sobra, Dedé chutou e o zagueiro Frazan salvou em cima da linha.

No próximo domingo, às 16 horas, o Fluminense volta campo para enfrentar o São Paulo, novamente no estádio do Maracanã. Já o Cruzeiro visita o Internacional, no mesmo dia, às 19 horas, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Antes, recebe a Universidad de Chile, nesta quinta-feira.


FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1 x 0 CRUZEIRO

FLUMINENSE - Júlio César; Renato Chaves, Gum e Frazan; Gilberto, Richard, Jadson, Sornoza (Luan Peres) e Ayrton Lucas; Pedro (Douglas) e Marcos Júnior (Pablo Dyego). Técnico: Abel Braga.

CRUZEIRO - Fábio; Lucas Romero (Rafinha), Dedé, Léo e Marcelo Hermes; Henrique, Lucas Silva (David), Mancuello (Arrascaeta), Robinho e Thiago Neves; Sassá. Técnico: Mano Menezes.

GOL - Pedro, aos 3 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Renato Chaves, Pedro e Júlio César (Fluminense); Arrascaeta e Dedé (Cruzeiro).

CARTÃO VERMELHO - Gilberto (Fluminense).

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza (SP).

RENDA - R$ 263.145,00.

PÚBLICO - 8.671 pagantes (10.018 no total).

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.